Começou! Habeas Copos lota a orla da Barra nesta sexta (14)

salvador
14.02.2020, 23:07:00
Atualizado: 17.02.2020, 11:16:20
(Marina Hortélio/CORREIO)

Começou! Habeas Copos lota a orla da Barra nesta sexta (14)

Tem folião que até prefere o pré-Carnaval do que a folia momesca oficial

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Que a Barra fica cheia na sexta à noite todo mundo já sabe, mas o Habeas Copos movimentou ainda mais a orla do bairro na noite de hoje (14). Para os foliões é o início do tão esperado Carnaval.

Antes de tomar as ruas do Circuito Sérgio Bezerra – que fundou o Habeas – o grupo se reúne em um coquetel para o homenageado do ano, o cantor e compositor Saulo Fernandes e patrocinadores no Clube Naval Cabana da Barra, das 21h à 00h. Após o encontro, o Habeas inicia o desfile de rua. Os instrumentos de sopro e percussão serão responsáveis por animar a multidão com repertório repleto de marchas e sambas que marcaram os antigos carnavais. Mas, desde cedo, foliões estão no bairro. 

Neste primeiro dia de desfile, o Habeas usa parte do circuito Sérgio Bezerra, subindo pela Avenida Oceânica e retornando pela rua Marquês de Leão, encerrando o desfile na altura do Caranguejo do Farol. Já na quarta-feira (19), o bloco segue por todo circuito Sérgio Bezerra.

O estudante de direito Gabriel Bazachi, 19 anos, é do Mato Grosso do Sul e mora em Salvador. Amante da folia, ele se surpreendeu ao descobrir que o Carnaval da capital baiana começa antes da data oficial.

“Eu to muito feliz porque achei que não fosse ter nada na Barra, mas aqui tá cheio. Salvador nunca me decepciona. O meu Carnaval começa aqui. Eu vou ficar bêbado de anoje até a quarta-feira de cinzas”, anunciou.

Tem folião que até prefere o pré-Carnaval do que a folia momesca oficial. A estudante Maria Vitória Figueiredo, 20, é desse time.

“Aqui da pra ter mais oportunidade de conhecer as pessoas e se divertir. O carnaval é muito cheio e tem muito aglomerado. Vem pra cá quem quer se divertir mesmo e por não ter cordas e camarotes é uma coisa mais democrática”, comentou Maria Vitória.

O CORREIO Folia tem o patrocínio do Hapvida, Sotero Ambiental, apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador e apoio do Salvador Bahia Airport e Claro.

(Fotos de Marina Hortélio/CORREIO)

*Com orientação da editora Mariana Rios

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas