Conquista: mesário é afastado após fazer apologia para candidato em seção eleitoral

bahia
29.11.2020, 16:44:53
Atualizado: 29.11.2020, 17:02:12
(Foto: Mário Bittencourt/CORREIO)

Conquista: mesário é afastado após fazer apologia para candidato em seção eleitoral

Segundo o TRE-BA, caso foi enquadrado como crime eleitoral; veja vídeo da cobertura na cidade

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), por meio da 39ª Zona Eleitoral de Vitoria da Conquista, afastou um mesário por descumprimento da legislação eleitoral neste domingo (29), quando ocorre o 2º turno da disputa para prefeito na maior cidade do sudoeste baiano.

O mesário publicou foto, em uma rede social, com apologia política, de dentro da seção, enquanto trabalhava. O caso ocorreu na Escola Municipal Frei Serafim do Amparo, localizado na Vila Serrana II, e pode ser enquadrado como crime eleitoral. 

Ainda segundo o TRE-BA, pela norma eleitoral, no dia da votação, é proibido divulgar qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de candidatos. Na cidade, Herzem Gusmão (MDB) e Zé Raimundo (PT) estão numa disputa acirrada para ver quem governará a cidade pelos próximos quatro anos.

No recinto das seções eleitorais e juntas apuradoras, é proibido aos servidores da Justiça Eleitoral, aos mesários e aos fiscais o uso de roupas ou objetos com qualquer propaganda de partido, coligação ou candidato. Aos fiscais partidários, somente é permitido uso de crachá com o nome e a sigla do partido político ou da coligação a que sirvam. 

A Justiça Eleitoral reitera que as denúncias de irregularidades e crimes eleitorais podem ser encaminhadas diretamente ao Ministério Público Eleitoral. No dia do pleito, os juízes eleitorais e os presidentes de seção exercem poder de polícia e podem mandar cessar práticas ilegais de candidatos, eleitores e dos próprios colaboradores.

Cobertura
O repórter Mário Bittencourt, que participa da cobertura especial do CORREIO, comentou o incidente. Falando direto do Centro Integrado de Educação Navarro de Brito, maior colégio eleitoral da cidade, com 8.037 eleitores em 17 seções, ele foi informado por Emanoel Soares da Silva, coordenador do colégio eleitoral da 39ª zona, que houve apenas duas ocorrências em relação às urnas no local. Os dois equipamentos foram substituídos por conta de problemas no software. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas