Contra a Ponte, Vitória tenta engatar boa sequência na Série B

e.c. vitória
20.11.2020, 05:05:00
Ruan e Rafael Carioca em lance de disputa de bola durante treinamento (Foto: Letícia Martins/EC Vitória)

Contra a Ponte, Vitória tenta engatar boa sequência na Série B

Leão quer acabar com tabu e ganhar dois jogos seguidos pela primeira vez na competição

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Vitória vai em busca do fim de um tabu incômodo na Série B. Desde que a competição começou, o time não conseguiu dois triunfos seguidos. Teve algumas chances, mas não aproveitou para embalar. Agora, a expectativa é que isso aconteça nesta sexta-feira (20), a partir das 16h30, diante da Ponte Preta, no Barradão, em um momento com variáveis a favor do Leão.

Conta, por exemplo, o fato do rubro-negro nunca ter perdido da Macaca. Ao todo, se encontraram sete vezes, com o Vitória ganhando cinco encontros - o que representa 71,4%. Nos outros dois, as equipes empataram. Incluindo o 3x3 no primeiro turno desta temporada, no Moisés Lucarelli.

Outro fator muito bom para a equipe vermelha e preta é o fato do jogo ser em casa. Todas as vezes que o time rubro-negro ganhou na segunda divisão foi no Barradão. Em seu estádio, o Vitória tem 54,5% de aproveitamento. 

O último triunfo veio na rodada passada, sobre o Figueirense, com o placar de 3x0. Foi a primeira - e, até agora, única - vez que a equipe ganhou por três gols de diferença. Com isso, a confiança está de volta.

“Realmente, a gente estava com uma necessidade muito grande de uma vitória para equilibrar a sequência. E uma vitória como foi contra o Figueirense, jogando muito bem, fazendo gols, não sofrendo gols, jogadores individualmente muito bem... Isso realmente traz uma confiança”, disse o técnico do Vitória, Eduardo Barroca.

A ideia agora é repetir o desempenho e triunfar novamente como mandante. Inclusive, o treinador já indicou que, diante da equipe paulista, repetirá a mesma escalação da semana passada.

“A gente fez uma boa partida. Vencemos. Acredito que o que fizemos no jogo contra o Figueirense nos dá um balizamento do potencial de crescimento da gente na competição. A tendência é que a gente mantenha a equipe, que siga nessa linha de como foi no jogo contra o Figueirense”, comentou Barroca, confiante.

Dessa forma, o Vitória deve entrar em campo com Ronaldo, Léo Morais, Wallace, Maurício Ramos e Rafael Carioca; Guilherme Rend, Matheus Frizzo, Fernando Neto e Thiago Lopes; Vico e Léo Ceará como titulares.

‘Difícil’
Apesar da vontade de engatar dois triunfos seguidos, Barroca reconhece que o jogo promete ser complicado. Na briga pelo G4 da Série B, a Ponte tem 32 pontos e aparece a cinco de distância da zona de acesso - Cuiabá, América-MG e Sampaio Corrêa estão empatados com 37. Atualmente, a Macaca ocupa a 6ª colocação. Já o Vitória tem 24 pontos e aparece na 16ª posição, na porta do Z4.

“Jogo muito difícil, uma equipe que está brigando quase que o campeonato todo próximo ao G4. Com um treinador extremamente experiente, bom, vitorioso. Vai ser um jogo muito difícil. Mas a gente precisa encarar de frente o adversário, com coragem, com personalidade, porque a gente também tem ambições na competição. É a gente tentar e saber que está aqui para fazer o nosso melhor e buscar a vitória”, analisou Barroca.

A equipe paulista não perde há três partidas no campeonato, mas, diferente do Vitória, não vem de um embalo de triunfo - e sim de dois empates seguidos. Para o confronto, a Ponte terá a volta do volante Dawhan, livre de suspensão, mas o desfalque do lesionado Orobó. Para a vaga, o centroavante Matheus Peixoto é o escolhido.

Também ficam de fora do duelo Moisés - que teve febre e dores de cabeça e não veio a Salvador -, os zagueiros Rayan e Luizão e o goleiro Ivan, todos lesionados. A escalação deve ter: Ygor Vinhas, Apodi, Wellington Carvalho, Ruan Renato e Guilherme Lazaroni; Barreto, Dawhan, Camilo e Pato (Luan Dias); Bruno Rodrigues e Matheus Peixoto.

“Esse jogo é muito importante. O Vitória, no ano, só conseguiu ganhar duas vezes seguidas uma vez. Então é uma oportunidade para a gente ganhar dois jogos seguidos, aumentar a confiança e buscar esses resultados, essa performance em sequência, para que a gente brigue por objetivos mais claros no campeonato”, finalizou Barroca.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas