Contra um dos piores mandantes, Vitória tentará quebrar seu jejum

e.c. vitória
25.10.2020, 05:00:00
Eduardo Barroca tentará o primeiro triunfo fora de casa do Vitória diante do Botafogo-SP (Foto: Letícia Martins/EC Vitória)

Contra um dos piores mandantes, Vitória tentará quebrar seu jejum

Leão, que não ganha na Série B há seis jogos, visitará o Botafogo-SP, dono da segunda pior campanha em casa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um mês. Esse é o tempo que o Vitória está sem ganhar. A última vez que o Leão faturou três pontos na Série B foi no dia 26 de setembro, com o 3x1 sobre o Oeste, no Barradão. De lá para cá, entrou em um jejum de triunfos, que já soma seis partidas: três derrotas, para CSA, América-MG e Avaí, e três empates, com Operário, Chapecoense e Guarani.

A sequência de resultados frustrantes deixou o rubro-negro longe do G4. Para a 18ª rodada, a penúltima do primeiro turno, o Vitória entra na 13ª colocação, com 20 pontos. São sete a menos que a Ponte Preta, em 4º, e apenas dois acima do Figueirense, que abre a zona de rebaixamento, com 18.

Neste fim de semana, mais uma chance de reencontrar o triunfo que tanto deseja. Neste domingo (25), às 20h30, o Leão visita o Botafogo-SP, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, e sonha em espantar de vez a má fase. 

Ganhar por lá não só significaria acabar com o jejum. Também significaria a esperada vitória do rubro-negro como visitante, marco que ainda não chegou nessa Série B. Também renderia o primeiro triunfo ao técnico Eduardo Barroca, além de afastar o time do Z4 e voltar a se reaproximar do grupo de acesso à primeira divisão.

Mais que isso, bater o Botafogo-SP também teria gosto de revanche. Na Série B do ano passado, o Leão começou sua campanha visitando a Pantera - e perdendo por 3x1. No segundo reencontro, no Barradão, ficou no 0x0.

A situação atual privilegia o Vitória. Afinal, são seis pontos a mais que o adversário, que tem 14, somados após quatro triunfos, dois empates e 11 derrotas. Os paulistas, aliás, chegam para a 18ª rodada na vice-lanterna, na frente apenas do Oeste.

Outra vantagem ao Leão é que a Pantera também não é boa mandante na Série B. Está entre as duas piores, com 29,2% de aproveitamento. Nos oito jogos que fez em casa, ganhou só 7 pontos, vencendo duas partidas, empatando uma e perdendo outras cinco. É bem verdade que o Vitória não é bom visitante, com 25% de rendimento, mas um triunfo por lá melhoraria essa estatística.

Retornos e desfalques
Para o duelo, o rubro-negro vai poder contar com o retorno de Vico. Na sexta-feira (23), o atacante treinou normalmente, após se recuperar de um desconforto muscular. O volante Gerson Magrão, que tinha suspeita de fratura na costela, fez exame de imagem, que não constatou a contusão.

Por outro lado, Alisson Farias tem suspeita de lesão na parte posterior da coxa direita e foi encaminhado para exame. O zagueiro Wallace e o meia Fernando Neto seguem em recuperação.

Outro desfalque é Thiago Carleto, que recebeu cartão vermelho direto contra o Guarani, por entrada dura fora da disputa da bola. Além de cumprir suspensão automática, corre o risco de pegar um gancho maior já que, na súmula, o árbitro Wagner Reway relatou xingamentos do lateral-esquerdo ao deixar o campo.

Dessa forma, o Leão deve ter em campo: Ronaldo, Leandro Silva, João Victor, Maurício Ramos e Rafael Carioca; Guilherme Rend, Lucas Cândido e Marcelinho; Ewandro, Léo Ceará e Vico.

Já pelo lado da Pantera, serão desfalques para o técnico Claudinei Oliveira o lateral-esquerdo Gilson e o atacante Wellington Tanque, que receberam, cada um, o terceiro cartão amarelo. Para substituí-los, o comandante deve promover Guilherme Romão e Judivan como titulares.

Assim, o Botafogo-SP tem como provável escalação: Darley, Valdemir, Walisson Maia, Robson e Guilherme Romão; Victor Bolt, Elicarlos e Bady; Ronald, Judivan e Rafinha.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas