Coronavírus: 19 mil pessoas são testadas em escolas da Liberdade e região

salvador
28.10.2020, 14:31:00
Atualizado: 28.10.2020, 14:31:05
(Fernando Vivas/GOVBA)

Coronavírus: 19 mil pessoas são testadas em escolas da Liberdade e região

Nesta etapa, foram atendidos também colégios localizados na Caixa D´Água, Queimadinho, IAPI, Pero Vaz, Pau Miúdo, Cidade Nova, Curuzu, Soledade, Barbalho e Nazaré

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A ação de testagem rápida para detecção do coronavírus em alunos, funcionários e professores de escolas estaduais do bairro da Liberdade e região acabou nesta quarta-feira (28). Ao todo, 19 mil pessoas que atuam em 18 instituições de ensino foram submetidas à testagem. 

O último dia de testes ocorreu no Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão Severino Vieira, no bairro da Liberdade, onde técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) coletaram as amostram, que serão encaminhadas ao Laboratório Central de Saúde Pública Profº Gonçalo Moniz (Lacen/BA).

Nesta etapa, foram atendidos também colégios localizados na Caixa D´Água, Queimadinho, IAPI, Pero Vaz, Pau Miúdo, Cidade Nova, Curuzu, Soledade, Barbalho e Nazaré. Ao todo, em seis etapas de testes, já foram atendidos cerca de 27 mil baianos em Salvador e no interior, com taxa de testes positivos que varia de 4,5 a 5%.  
 
“Já foram três no interior e essa é a terceira em Salvador, onde já atendemos também o Subúrbio Ferroviário e Cajazeiras. Agora, estamos trabalhando na região da Liberdade. O próximo polo a ser testado ainda será definido. A definição dos polos passa por uma avaliação do comitê”, explicou o superintendente de Articulação dos Núcleos Territoriais da Secretaria de Educação do Estado (SEC), Helder Amorim.
 
Amorim disse ainda que essa ação permitirá que o governo tenha uma visão de como o coronavírus está atingindo a sociedade. "Escolas são locais de aglomeração e, voltando as aulas, existe o risco de contaminação. Então é preciso entender como está acontecendo, qual o nível de infecção, e isso difere de região para região. Os testes ajudam a gente a criar protocolos de segurança mas eficientes para que a gente possa garantir um retorno às aulas mais seguro”.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas