CORREIO é ouro, prata e bronze em prêmio internacional de design jornalístico

salvador
16.11.2018, 19:11:00
Atualizado: 17.11.2018, 00:45:37

CORREIO é ouro, prata e bronze em prêmio internacional de design jornalístico

ÑH2018 divulgou lista final dos ganhadores nesta sexta; veja trabalhos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Que beleza! Eis a expressão que define, além da alegria de levar três medalhas em um dos maiores prêmios de design editorial do mundo, a opinião dos jurados sobre o trabalho desenvolvido pelo CORREIO em 2018.

Além de faturar o ouro no ÑH2018 – uma extensão 'latino-europeia' do Best of Newspaper Design, da  Society for News Design (SND) –, com a capa sobre o Aniversário de Salvador, em 29 de março, o CORREIO levou as medalhas de prata e bronze por outros dois trabalhos: Sono Tranquilo (reportagem publicada em 4 de junho) e 30 Mortos no Fim de Semana (capa da edição de 12 de junho). O resultado final foi divulgado nesta sexta-feira (16) no site da entidade.

Na edição de 2011, o CORREIO foi tricampeão do SND, entidade com mais de 2.500 membros em mais de 50 países, levando a melhor em três categorias. Desta vez, as premiações no ÑH2018 vieram na categoria Melhor Capa do Ano em Diários: ouro e prata; e bronze na categoria Páginas Interiores/Reportagens.

A editora de arte Iansão Negrão comemorou os prêmios, que vieram depois de mudanças promovidas na concepção visual do CORREIO. “Após a reforma gráfica que fizemos no início do ano, a editoria Vida começou a lidar com novos conteúdos, como Bem Estar e Tecnologia, o que motivou a editoria de Arte e a reportagem a explorar páginas mais gráficas e atrativas para o leitor”, comentou ela.

Capa que levou medalha de prata mostrou nomes e horários de mortes em fim de semana violento (Foto: Reprodução)

Criação coletiva
Responsável pela concepção das capas medalhas de prata e bronze, a subeditora de arte Morgana Miranda relembrou que, em ambos os casos, a criatividade superou a falta de fotografias ideais para compor as páginas. 

“As duas ideias nasceram de uma dificuldade que era não ter uma foto boa para ilustrar as páginas e, a partir desse caminho, buscamos uma forma menos óbvia para resolver a equação: forma versus conteúdo”, comentou ela.

Para transformar o problema em solução, no caso da medalha de bronze, ela contou com a ajuda da repórter Laura Fernandes, autora da reportagem “Desconectar para ter uma noite tranquila”

Design premiado com medalha de bronze traz infografia criativa (Foto: Reprodução)

“É sempre um desafio traduzir as informações em imagem. Mas a gente entende que, para além do texto tradicional, é importante criar outras narrativas que tornem a leitura mais prazerosa e informativa possível. Em conversa com a equipe de arte, sugerimos o conteúdo e foi criada essa atraente sequência de ilustrações”, comentou Laura.

O júri do ÑH2018, que conta com 2,5 mil membros em mais de 50 países, se reuniu em Buenos Aires, na Argentina, para escolher os melhores trabalhos em design editorial do ano na Espanha, Portugal e América Latina. 

Capa medalha de ouro no ÑH2018 foi publicada em 29 de março, aniversário de Salvador (Foto: Reprodução)

Também na categoria capa, em diferentes seções, outros dois veículos brasileiros receberam ouro: os jornais O Estado de São Paulo, com a capa "Por que parou" (semanários nacionais), e o Extra, com a capa "Marielle" (semanários populares). 

Confira a lista completa dos vencedores.

Outros prêmios
Esta é uma semana de premiações para o CORREIO. No domingo (11), o jornal foi escolhido o Veículo Impresso do Ano no Norte e Nordeste, conferido pelo Prêmio Colunistas, premiação mais importante e tradicional do mercado publicitário. O prêmio é entregue desde 1967 pela Associação Brasileira de Marketing e Propaganda (Abracomp) e foi a segunda vez que o CORREIO foi escolhido – a outra foi em 2011.

Nesta quinta (15), em Bogotá, na Colômbia, o CORREIO faturou o Latam Digital Media Awards, um dos mais reconhecidos prêmios de mídia do mundo. O reconhecimento veio pela Associação Mundial de Jornais e Editores (WAN-Ifra), que considerou o projeto Textão como o Melhor Projeto de Fidelização em Redes Sociais do ano. Agora, o CORREIO vai para a seção mundial do prêmio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas