Cursinho é acusado de racismo e machismo após postar vídeo com teor sexual

brasil
12.05.2020, 14:35:00

Cursinho é acusado de racismo e machismo após postar vídeo com teor sexual

Imagens mostram mulher loira e vários homens negros prestes a fazer sexo

A propaganda de um cursinho que associa bancas organizadoras de concursos a homens participando de uma suruba com uma mulher viralizou nas redes sociais, recebendo várias críticas. O vídeo foi publicado pela Estratégia Concursos. A postagem foi acusada de machismo e racismo.

(Foto: Reprodução)

As imagens trazem uma mulher branca indicada como "concurseiro" sendo carregado por um homem negro para um quarto - outros homens também negros a seguem, sendo indicados como "examinadores da Cespe", uma das bancas mais famosas de concursos do país.

Veja o vídeo:

“O concurseiro estuda com material pouco profundo, sem clareza, não faz questões da banca, ou seja, sem uma retaguarda de conhecimentos que aguente a profundidade com que a banca introduz os conhecimentos e diversas posições doutrinárias. E aí, a situação fica preta! Para não passar por isso e nem levar trolha na prova”, diz a legenda. "Marque aquele seu AMIGO (A) que já passou por esse momento tão doloroso". A trilha sonora é a mesma do meme dos coveiros dançarinos, imagem que aparece no final. 

No Instagram e no Twitter, internautas criticaram o vídeo. "Vocês vão mesmo bloquear todo mundo que cobra retratação por essa merda misógina e racista que vocês postaram?", escreveu a escritora Clara Averbuck. O procurador baiano Vladirmir Aras também comentou. "O ensino preparatório para concursos sofre uma crise de qualidade e uma crise de valores. Estes estão cada vez mais “baixos”. E não me refiro a preços...", escreveu.

Apesar das críticas, o Estratégia Concursos não se pronunciou até o momento. O cursinho tem presença agressiva nas redes sociais e chegou a fazer campanha para o hoje presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na época da campanha, segundo o Correio Braziliense.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas