'Dá até gosto': moradores aprovam nova orla de Boa Viagem; veja como ficou

salvador
24.12.2020, 15:30:00
Atualizado: 24.12.2020, 15:54:28
(Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

'Dá até gosto': moradores aprovam nova orla de Boa Viagem; veja como ficou

Requalificação entregue como 'presente neste Natal' já havia feito movimento crescer na região mesmo antes de pronta

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os moradores da região da Boa Viagem, na Cidade Baixa, ganharam um presentão de Natal nesta quinta-feira (24). Moradores do bairro e soteropolitanos que costumam visitar o local já repararam que tudo está bem diferente, nos últimos dias, após uma ampla reforma realizada no local, que mudou de cara. Ao invés do aspecto antigo da orla e também do largo, hoje encontram um espaço reformulado, com pavimento requalificado, piso intertravado, pedras portuguesas e quiosques com áreas para mesas.

A nova orla, que contou com intervenções entre o largo e o Forte de Monte Serrat, foi entregue pela manhã, em evento com a presença do prefeito ACM Neto, que comemorou a entrega. "Já do carro, dava pra ver a beleza dessa obra, como tudo ficou lindo. Que coisa maravilhosa! Um dos grandes objetivos da nossa gestão era restaurar a estrutura e valorizar a orla de Salvador. Queríamos reposicionar a orla da cidade como uma das mais bonitas do país. Reformar esse ponto tão importante pra cidade é parte desse projeto", afirmou.

Obra completa da Boa Viagem foi entregue nesta quinta-feira (Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

Visita garantida
A satisfação com a reestruturação da orla, do largo e da praça não foi só de Neto. Cidadãos que estavam por lá elogiaram a transformação que houve no local. Esse foi o caso do porteiro Alexandro Santiago, 36 anos, que agora visita a área diariamente.

"Oxe, ficou lindo demais. Esses bancos aqui para apreciar a vista, o chão de madeira todo bonito. Dá até gosto de chegar aqui, passar um tempo. Antes, vinha de vez em quando. Desde que vi que tinham reformado, tenho vindo todos os dias pra aproveitar", relatou Santiago.

Alexandro passou a ir diariamente para Boa Viagem depois da reestruturação do local (Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

Outra pessoa que ficou muito feliz com o que viu na orla foi a comerciante Neucilene de Oliveira, 35. Para ela, a parte que se destacou foi o largo, que ficou mais amplo e tem espaço para crianças brincarem. "Pra mim, que tenho minhas filhas, é maravilhoso. Um espaço muito bacana pra elas se divertirem. Até escorregador colocaram. Pra elas, é o céu. E, se elas gostam, eu amo, né. Tá muito melhor do que era antes, nem se compara", destacou.

Diferença nítida
Para o aposentado Reginaldo França, 73, a diferença destacada por Neucilene é o que mais chama atenção. Ele é morador do Monte Serrat e ficou perplexo diante da mudança que ocorreu no local após a reforma. "Essa obra ficou nota 10, ficou bonita mesmo. Eu moro aqui e fiquei impressionado com o tamanho da diferença entre o que era antes e o que é agora. A experiência de vir aqui é outra história, muito melhor. Tanto que as pessoas passaram a vir mais pra cá depois que a reforma foi tomando corpo", relatou.

Reginaldo ficou encantado com a nova orla da Boa Viagem (Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

O movimento maior da área por conta da reestruturação alegra Sofia Mutti, 19, que trabalha como garçonete no largo da Boa Viagem. Para ela, a entrega da estrutura completa é sinal de que o movimento, que já tinha crescido antes de completar, deve aumentar. "O movimento estava fraco pra gente, mas, depois que o povo viu como estava, a situação mudou de figura. Dobrou o número de pessoas que são atendidas por nós aqui. É que lugar bonito chama gente, né? O impacto dessa nova orla pra gente foi muito bom", declarou.

(Foto: Tiago Caldas/CORREIO)
(Foto: Tiago Caldas/CORREIO)
(Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

Reformas podem continuar
Elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), o projeto da nova orla buscou proporcionar uma nova configuração urbano-ambiental à localidade. Segundo Neto, essa pode ser apenas a primeira fase da reestruturação no local. "Falei em primeira etapa porque o projeto pode ser maior, pode ser estendido. Mas isso será tarefa para o prefeito eleito Bruno Reis. Já temos estudos pra Ponta de Humaitá e para a Praia do Cantagalo. É um trecho mais complexo que, para ser realizado, precisa de muitas indenizações e diálogo com as famílias. Algo que leva muito tempo", afirmou.

Neto falou que intervenções na orla da região podem continuar (Foto: Tiago Caldas/CORREIO

Além das alterações citadas, o campo de futebol situado na praia, que é utilizado pela comunidade para lazer, ganhou uma adequação de arquibancada. A quadra de esporte, que antes estava em situação precária, também foi revitalizada. 

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas