Daniela Mercury diz que não vai sair no Carnaval: 'Cenário muito incerto'

salvador
03.12.2021, 13:01:00
(Célia Santos/Divulgação)

Daniela Mercury diz que não vai sair no Carnaval: 'Cenário muito incerto'

Cantora diz que já considera que prefeitura e governo não vão liberar festa em Salvador

A cantora Daniela Mercury anunciou nesta sexta-feira (3) que não vai fazer nenhuma festa de rua, aberta ao público, no Carnaval de 2022, mesmo que  ele aconteça em Salvador. Ela também afirmou que não participará da festa em outros lugares do país. 

“Sinto muito em anunciar isso, mas avaliamos bem a situação e chegamos à conclusão que o cenário é muito incerto. Já estou considerando que, na Bahia, o governo e a prefeitura não vão realizar o carnaval 2022, mesmo ainda não havendo anúncio oficial. E, apesar de estar mantido o carnaval de São Paulo, e o Pipoca da Rainha ser tão tradicional na folia paulistana, infelizmente não desfilarei em 2022", diz a cantora em nota.

Ela diz ainda que se houver liberação, vai tentar participar no verão de festas com controle de entrada, dentro dos protocolos. "Se for mantida a  liberação das autoridades sanitárias, tentaremos, na medida do possível, realizar shows e eventos durante todo o verão, sempre com limitação de público e com a exigência das duas doses da vacina. Além disso, continuo estimulando meus fãs e todos os brasileiros a usarem máscara. O momento ainda não é de plena tranquilidade, mesmo com as vacinas salvando milhares de vidas", diz.

Hoje, Daniela lançou a música As Rendas do Mar, homenagem a todas as mulheres na figura de Iemanjá. Ela dedica a canção ao maestro Letieres Leite, que morreu vítima da covid-19 no dia em que ela gravava a música. 

Realização não é garantida
Ainda não há confirmação sobre se Salvador terá ou não Carnaval no ano que vem. Mais cedo, o prefeito Bruno Reis disse que se fosse tomar uma decisão hoje, a festa não aconteceria. 

"Para vislumbrar outras flexibilizações e realização de festas, inclusive Carnaval, precisamos que a população se imunize. É importante que todos possam se vacinar. Vamos ser francos, se fosse pra definir hoje, não teríamos Carnaval em 2022", falou Reis. "Precisaremos ainda conversar, prefeitura e governo, já solicitei isso. O ideal é que fosse definido em novembro, mas com o cenário que estamos vivendo é complicado, não era possível definir com uma nova variante chegando", acrescentou.

Essa semana, contudo, ele ressaltou que a prefeitura pode realizar o Carnaval com 30 dias de antecipação e disse que ainda há tempo para tomar a decisão. 

(Foto: Celia Santos/Divulgação)

Diante do cenário, alguns artistas estão se antecipando e dizendo que não participarão da festa. O Bloco Eva, um dos mais tradicionais da folia, puxado pela Banda Eva com Felipe Pezzoni, confirmou que não sairá no Carnaval. “Por não termos mais tempo hábil para a adoção das medidas e procedimentos que garantem a entrega dos melhores serviços e produtos, como fazemos há 40 anos, infelizmente, o Bloco Eva não irá mais desfilar no Carnaval de Salvador 2022", diz nota.

Em entrevista ao CORREIO no final de novembro, a produtora Flora Gil também disse que o Camarote 2222 não vai estar na folia, mesmo se a festa for ocorrer. "A pandemia ainda não acabou. A aglomeração é um multiplicador do vírus e o Carnaval é uma aglomeração extraordinária. Tenho receio de  produzir uma festa tão grande com duração de uma semana, como o Camarote Expresso 2222,  e cooperar com a permanência, e até uma expansão, da pandemia. Tenho muito respeito pela minha vida e a vida alheia", disse.

Vovô do Ilê também afirmou que acredita que o tradicional bloco afro não vai desfilar. “O Ilê não se preparou para o carnaval e não acredito que tenha. Se por acaso houver, vamos sair só para tocar para o povo, mas vamos depender e buscar recursos para isso. Inicialmente, nossa expectativa é não participar”, explicou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas