De saída do Bahia, Fernandão não enfrenta o Palmeiras

e.c. bahia
29.08.2020, 18:21:00
Fernandão negocia com o Konyaspor, da Turquia (Felipe Oliveira/EC Bahia)

De saída do Bahia, Fernandão não enfrenta o Palmeiras

Atacante tem proposta de time da Turquia

O fim da relação entre Fernandão e o Bahia está próximo. Depois de receber uma proposta do Konyaspor, da Turquia, o atacante não foi relacionado para enfrentar o Palmeiras neste sábado (29), às 19h, em Pituaçu, pela 6ª rodada do Brasileirão.

O Bahia confirma a iminente saída e, sem citar o time interessado, informa que o centroavante “está concluindo negociação para deixar o clube”.

Segundo a imprensa turca, o Konyaspor já teria chegado a um acordo com Fernandão e só aguarda a rescisão com o Bahia para contratar o jogador sem custos. Ainda segundo as publicações da Turquia, o jogador teria interesse em voltar ao país onde já defendeu Bursaspor e Fenerbahçe. Nos últimos dias, o camisa 20 começou a seguir o Konyaspor nas redes sociais.

Fernandão foi contratado pelo Bahia em janeiro de 2019 e gerou grande expectativa em função da passagem de sucesso que teve pelo Esquadrão em 2013, porém não conseguiu repetir o êxito nesta segunda vez.

Somando a temporada 2019 e a atual, o jogador de 33 anos disputou 63 partidas, sendo 23 como titular, e fez 16 gols. No recorte apenas em 2020, são 15 partidas e 3 gols. Dono de um dos maiores salários do elenco, ele só conseguiu ser titular da equipe quando Gilberto não esteve disponível.

Caso a negociação se concretize, Fernandão será o segundo jogador do Bahia a sair para a Turquia desde o início do Brasileirão. Há duas semanas, o volante Flávio foi vendido ao Trabzonspor por 1,2 milhão de euros (aproximadamente R$ 7,9 milhões).

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas