Demitido pelo Vitória, Agnaldo Liz é finalista do Baiano

esportes
02.08.2020, 19:32:00
Atualizado: 03.08.2020, 18:18:29
Agnado Liz está na final do Baiano com o Atlético de Alagoinhas (Reprodução / Instagram Atlético de Alagoinhas)

Demitido pelo Vitória, Agnaldo Liz é finalista do Baiano

Técnico assumiu o Atlético de Alagoinhas na reta final da fase classificatória

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A pandemia de coronavírus foi a responsável pela demissão de Agnaldo Liz do Vitória. Contratado para comandar o time de aspirantes no Campeonato Baiano, o técnico perdeu o cargo poucos dias depois das competições serem paralisadas e da Toca do Leão ter as atividades suspensas, ainda em março. Para conter gastos, a diretoria rubro-negra decidiu acabar com o projeto e encerrar o contrato do treinador.

Agnaldo Liz deixou o Vitória na 4ª colocação do estadual, ou seja, dentro da zona de classificação, após comandar o time nas sete primeiras rodadas do torneio. Nelas, comemorou três triunfos, empatou duas vezes e lamentou duas derrotas. A demissão parecia encerrar a participação dele nesta edição do Campeonato Baiano.

No entanto, no dia 27 de junho, Agnado Liz foi anunciado como novo treinador do Atlético de Alagoinhas e, neste domingo (2), comemorou a classificação à final do Campeonato Baiano após eliminar a Juazeirense na semifinal. É a segunda vez na história que o Carcará chega à final do estadual. A outra foi em 1973, quando o time do interior perdeu o título para o Bahia, mesmo adversário que terá pela frente agora. As datas das finais ainda não foram divulgadas.

Agnaldo Liz festeja com o elenco do Atlético de Alagoinhas (Foto: Instagram/Atlético de Alagoinhas)

Agnaldo Liz substituiu Arnaldo Lira e encontrou o Carcará na quinta colocação do Baiano. Logo na estreia, no recomeço do estadual, venceu o Bahia por 1x0, em Pituaçu. Na sequência, ganhou do Jacuipense pelo mesmo placar e garantiu vaga nas semifinais, disputadas contra a Juazeirense. Apesar de ter perdido por 2x0 neste domingo, bateu o rival no jogo de ida por 4x1 e, com a vantagem conquistada, assegurou a presença na decisão. 

Por ironia do destino, o Vitória não avançou. Comandado por Bruno Pivetti nas duas últimas rodadas da fase classificatória, o rubro-negro acabou eliminado na primeira fase do torneio após empates com Bahia de Feira e Doce Mel.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas