Dirigir um veículo com câmbio automático exige alguns cuidados

brasil
23.11.2013, 20:26:00
Atualizado: 23.11.2013, 20:41:18

Dirigir um veículo com câmbio automático exige alguns cuidados

Um dos principais motivos é a facilidade que o equipamento oferece no trânsito urbano, cada vez mais engarrafado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Da Redação

O câmbio automático caiu no gosto do consumidor brasileiro e depois do ar-
condicionado e da direção hidráulica é um dos itens mais desejados. Um dos principais motivos é a facilidade que o equipamento oferece no trânsito urbano, cada vez mais engarrafado. Mas para conduzir um veículo que não tem o pedal da embreagem é importante ter alguns cuidados:


Uma das opções mais baratas do mercado nacional, o Renault Sandero pode ser equipado com câmbio automático de quatro velocidades

- Evite sobrecarregar o câmbio com o peso do veículo. Ao parar, coloque a alavanca na posição neutra, puxe o freio de estacionamento e só então coloque na posição P.

- Em descidas íngremes, não use D nem N, já que na primeira o carro pode ganhar muita velocidade e te obrigar a frear bruscamente, e na segunda o câmbio fica sem lubrificação. Utilize a posição 2 ou "L" e faça valer o freio-motor.

- Não seja apressado e engate a ré quando o veículo ainda estiver em movimento. Pare totalmente o carro, aperte o botão de travamento e só então coloque no “R”.

- Também não engate o “P” com o carro em movimento, pois o tranco pode prejudicar a vida útil do sistema de transmissão.

- Deu problema no carro? Prefira rebocar seu veículo em um guincho do tipo plataforma, já que as rodas do eixo responsável pela tração de um automático não podem rodar por muito tempo com o veículo desligado, sob o risco de danificar alguns componentes da transmissão.

- Vai subir uma ladeira e está com o carro muito pesado? Ele provavelmente vai ficar alternando entre uma marcha mais alta e uma mais baixa (segunda e terceira por exemplo). Evite esse desgaste desnecessário e desligue o Overdrive. Ou caso seu veículo tenha uma transmissão automática sequencial, faça as trocas manualmente.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas