Djokovic, Federer, Serena e Barty vencem no Aberto da Austrália

esportes
20.01.2020, 10:42:00
Atualizado: 20.01.2020, 10:42:56
Serena Williams vence a russa Anastasia Potapova na estreia do Aberto da Austrália (William West / AFP)

Djokovic, Federer, Serena e Barty vencem no Aberto da Austrália

Confira tudo que rolou na estreia do primeiro grand slam da temporada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em um primeira dia de competições prejudicado pela chuva, o Aberto da Austrália contou com o domínio das favoritas na chave feminina, nesta segunda-feira (20). A norte-americana Serena Williams, em busca do recorde de títulos de Grand Slam, a australiana Ashleigh Barty, atual número 1 do mundo, e a japonesa Naomi Osaka, atual campeã, venceram em suas estreias. Já a veterana Venus Williams se despediu de forma precoce.

Primeira a entrar em quadra, ainda na noite de domingo, pelo horário de Brasília, Serena atropelou a russa Anastasia Potapova, pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/3. Oitava cabeça de chave, a americana enfrentará na segunda rodada a eslovena Tamara Zidansek, 70ª do mundo, que eliminou a sul-coreana Han Na-lae por duplo 6/3.

Em Melbourne, Serena busca igualar o recorde de títulos de Grand Slam da australiana Margaret Court, dona de 24 títulos. A americana soma 23 e já perdeu a chance de alcançar a tenista aposentada em quatro finais, nos últimos dois anos.

Em busca do seu 2º título de Slam, a local Ashleigh Barty precisou suar mais do que o esperado para vencer na primeira rodada. A líder do ranking bateu a ucraniana Lesia Tsurenko, de virada, por 5/7, 6/1 e 6/1. Sua próxima adversária vai sair do duelo entre a eslovena Polona Hercog e a sueca Rebecca Peterson.

Ex-número 1 do mundo e atual campeã em Melbourne, Naomi Osaka venceu com facilidade a checa Marie Bouzkova, por 6/2 e 6/4. Na sequência, a japonesa, cabeça de chave número três, terá pela frente a chinesa Zheng Saisai, que avançou ao superar a qualifier russa Anna Kalinskaya, por 6/3 e 6/2.

Outra ex-líder do ranking, a dinamarquesa Caroline Wozniacki bateu a americana Kristie Ahn, por 6/1 e 6/3, e adiou sua aposentadoria. Ela disputa seu último torneio da carreira, na Austrália. Sua próxima rival ainda não foi definida. Sairá do confronto entre a eslovena Kaja Juvan e a ucraniana Dayana Yastremska.

Já a checa Petra Kvitova obteve a vitória mais fácil da rodada. A sétima cabeça de chave, dona de dois títulos de Wimbledon, massacrou a compatriota Katerina Siniakova por 6/1 e 6/0, em apenas 50 minutos de duelo. Em seguida, Kvitova vai encarar outra adversária que teve vida fácil na estreia. A espanhola Paula Badosa aplicou o mesmo placar, de 6/1 e 6/0, na sueca Johanna Larsson.

O resultado mais inesperado da rodada foi a nova derrota de Venus Williams para a jovem Cori Gauff, como aconteceu em Wimbledon. Na época, o triunfo da adolescente de 15 anos surpreendeu o mundo do tênis. Desta vez, a garota venceu a veterana de 39 anos por 7/6 (7/5) e 6/3.

Em outros confrontos desta segunda, avançaram a croata Petra Martic (13ª cabeça de chave), a americana Sofia Kenin (14ª), a russa Ekaterina Alexandrova (25ª), a alemã Julia Görges, a chinesa Zhu Lin, a romena Sorana Cirstea, as americanas Ann Li e Caty McNally e a checa Barbora Krejcikova.

A rodada de abertura do primeiro Grand Slam da temporada foi marcado pela chuva, que adiou a disputa de 32 jogos, das duas chaves de simples, para terça. A programação só seguiu intacta nas três quadras que contam com teto retrátil.

MASCULINO

Atual campeão e forte candidato ao bicampeonato do Aberto da Austrália, o sérvio Novak Djokovic teve uma dura estreia nesta segunda-feira, em Melbourne. O número dois do mundo perdeu set contra o alemão Jan-Lennard Struff, 35º do ranking, e precisou mostrar serviço para vencer o duelo por 3 a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 6/2, 2/6 e 6/1, em 2h16min. O suíço Roger Federer encontrou mais facilidade e arrasou o rival em sua estreia.

Djokovic entrou em quadra no embalo da conquista da ATP Cup, com a equipe da Sérvia, há uma semana. Na ocasião, chegou a derrotar o rival Rafael Nadal, na final contra a Espanha. Por isso e também pelo retrospecto de sete títulos em Melbourne ele se tornou um dos grandes favoritos ao título no Grand Slam disputado na Austrália.

Nesta segunda, porém, o sérvio oscilou mais do que o esperado. Ele falhou mais do que o esperado - foram 28 erros não forçados em toda a partida, contra 34 do adversário -, exibiu irregularidade, principalmente no primeiro e no terceiro sets, e chegou a perder o saque por quatro vezes na partida.

Por outro lado, faturou sete quebras, em 11 oportunidades, e cravou 44 bolas vencedoras, diante de 39 do alemão. No saque, fez duelo parelho com Struff. Foram 14 aces, contra 13 do adversário. Além disso, venceu 77% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço.

Na segunda rodada, Djokovic deve ter menos trabalho. Seu próximo adversário vai sair do confronto entre o indiano Prajnesh Gunneswaran, "lucky loser", e o japonês Tatsuma Ito, convidado da organização.

Este jogo estava marcado para esta segunda, mas a chuva adiou o duelo para terça. O mesmo aconteceu com outros 31 jogos agendados para este primeiro dia de jogos em Melbourne. A programação só pôde ser seguida completamente nas três quadras que contam com teto retrátil no complexo da competição.

FEDERER ARRASA

Em sua estreia na competição e também na temporada, o suíço Roger Federer não teve qualquer problema. O terceiro cabeça de chave arrasou o norte-americano Steve Johnson por 6/3, 6/2 e 6/2, em apenas 1h21min. Foi o jogo mais rápido da chave masculina nesta primeira rodada.

Ao entrar em quadra, o tenista da Suíça superou o recorde do australiano Lleyton Hewitt, que era o tenista com mais participações no Aberto da Austrália. Tem 20 aparições. Federer soma agora 21. Na segunda rodada, o número três do mundo vai duelar com o vencedor do duelo entre o francês Quentin Halys, que saiu do qualifying, e o sérvio Filip Krajinovic. O jogo entre eles chegou a ter início, mas foi paralisado em razão da chuva. Deve ser finalizado nesta terça.

Contra o 84º do ranking, Federer praticamente não sofreu em quadra. Precisou salvar apenas um break point e foi dominante do começo ao fim. No terceiro set, chegou a arriscar em golpes menos recorrentes, buscando ganhar ritmo de jogo e confiança. Afinal, era o seu primeiro jogo do ano.

Afiado no saque, o suíço disparou 11 aces e acertou 82% dos pontos quando jogou com o primeiro saque. Foram ainda 34 bolas vencedoras, contra 16 do rival. E 20 erros não forçados, diante de 19 do americano.

No Aberto da Austrália, Federer tenta defender seu recorde de títulos de Grand Slam. Ele soma 20, mas tem a ameaça do espanhol Rafael Nadal, que já alcança 19 e pode igualar sua marca em Melbourne. Além disso, o suíço tenta encerrar um jejum de conquistas deste nível. Ele não levanta um troféu de Slam desde o Aberto da Austrália de 2018.

OUTROS RESULTADOS

A rodada também contou com vitória de outros cabeças de chave, sem maiores surpresas. O grego Stefanos Tsitsipas, sexto pré-classificado, foi quem mais fez bonito em quadra. Bateu o italiano Salvatore Caruso por 6/0, 6/2 e 6/3. Na segunda rodada, o tenista da Grécia vai enfrentar o alemão Philipp Kohlschreiber, algoz do norte-americano Marcos Giron por 7/5, 6/1 e 6/2.

Já o italiano Matteo Berrettini, oitavo cabeça de chave, eliminou o local Andrew Harris por 6/3, 6/1 e 6/3. Seu adversário na sequência vai sair do duelo entre o americano Tennys Sandgren e o argentino Marco Trungelliti, em outra partida adiada pela chuva.

Outro a avançar foi o búlgaro Grigor Dimitrov, que chegou a perder um set em sua estreia. O 18º cabeça de chave bateu o argentino Juan Ignacio Londero por 4/6, 6/2, 6/0 e 6/4. O seu futuro rival vai sair do confronto entre o americano Tommy Paul e o argentino Leonardo Mayer.

As surpresas do dia ficaram por conta do canadense Denis Shapovalov (13º cabeça de chave) e do croata Borna Coric (25º), ambos eliminados logo na estreia. Shapovalov, que vinha embalado por boas atuações na Copa Davis, no fim do ano, e na ATP Cup, nas duas primeiras semanas deste ano, foi batido pelo húngaro Marton Fucsovics por 6/3, 6/7 (7/9), 6/1 e 7/6 (7/3). Coric, por sua vez, caiu diante do americano Sam Querrey por 6/3, 6/4 e 6/4

Ainda nesta segunda, avançaram o argentino Guido Pella (22º), o britânico Daniel Evans (30º), o lituano Ricardas Berankis, o japonês Yoshihito Nishioka e o francês Gregoire Barrere.




***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas