Drauzio e Globo são condenados a pagar R$ 150 mil a pai de menino morto por Suzy

brasil
23.06.2021, 12:02:13
Atualizado: 23.06.2021, 12:04:54

Drauzio e Globo são condenados a pagar R$ 150 mil a pai de menino morto por Suzy

Transexual foi entrevistada no Fantástico em março de 2020

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O doutor Drauzio Varella e a TV Globo foram condenados pela Justiça a pagar R$ 150 mil por danos morais ao pai do menino morto por Suzy Oliveira. A mulher trans foi entrevistada pelo Fantástico em março de 2020.

Suzy foi estava presa por conta do homicídio de uma criança de nove anos de idade. 

De acordo com o Uol, a decisão judicial em primeira instância foi assinada pela juíza Regina de Oliveira Marques, do Tribunal de Justiça de São Paulo. O processo aponta que o pai da criança "sofreu novo abalo psicológico ao reviver os fatos" após ser procurado pela imprensa para voltar a falar sobre o tema.

Relembre: Suzy, detenta que comoveu Drauzio Varella, foi condenada por estuprar e matar criança

"Por todo o exposto, julgo parcialmente procedente o pedido inicial para condenar solidariamente os requeridos ao pagamento ao autor de indenização por danos morais no importe de R$ 150.000,00 devidamente corrigido e acrescido de juros de 1% ao mês, ambos desde a data da sentença até o efetivo pagamento", disse a juíza na decisão.

O texto também cita como argumento a "piedade social" por conta da repercussão sobre a entrevista de Suzy no programa. Drauzio e a TV Globo ainda podem recorrer.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas