Duas pessoas são presas por ajudar Lázaro Barbosa durante fuga em Goiás

em alta
24.06.2021, 22:00:00
(Foto: Reprodução)

Duas pessoas são presas por ajudar Lázaro Barbosa durante fuga em Goiás

'Uma das pessoas presas tentou tirá-lo do perímetro', diz secretário de segurança

Duas pessoas foram presas acusadas de ajudar o assassino Lázaro Barbosa durante a fuga em Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás, onde ele estaria cercado por forças de segurança. A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (24).

"Nós fechamos o perímetro. A probabilidade de ele ter saído é muito pequena", disse o chefe da pasta. Ainda segundo ele, "uma das pessoas presas tentou tirá-lo do perímetro". As informações são do Correio Braziliense.

As buscas pelo assassino, que é natural de Barra do Mendes, no interior da Bahia, começaram no dia 9 de junho, quando a polícia começou a investigar um triplo homicídio no Incra 9, em Ceilândia, cidade satélite de Brasília. Pai e dois filhos foram encontrados mortos. Em seguida, a mãe da família foi achada sem vida.

Nesta quinta-feira (24), as buscas a Lázaro chegaram ao 16º dia, com um novo cerco com apoio de cães e helicópteros. A movimentação começou após uma moradora denunciar ter visto "uma pessoa" dentro de uma chácara em Girassol. O secretário Rodney Miranda saiu em um carro descaracterizado para acompanhar as equipes.

"Não tenho [informação nova]. O pessoal está buscando. Uma pessoa foi vista. Não sabemos se foi ele”, disse o secretário na saída da chácara, de acordo com o portal G1.

O cerco começou às 14h45, quando várias viaturas da força-tarefa deixaram a base de comando. Agentes disseram à TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo, que o cerco foi fechado após receberem um pedido de ajuda de uma moradora de uma chácara, que disse ter “visto uma pessoa” cerca de uma hora antes. Ela foi escoltada por policiais federais.

Carros do Comando de Divisas da Polícia Militar (COD) e uma van com mais de 10 policiais seguiram com destino ao bairro Itamar, ainda em Girassol. Bombeiros sobrevoaram a área com três helicópteros. Os moradores da região e a imprensa foram impedidos de entrar no perímetro.

Até as 19h, o cerco continuava bloqueando a estrada, e viaturas continuavam chegando ao local.

Cães farejadores do Corpo de Bombeiros foram para a mata a fim de rastrear vestígios que podem ter sido deixados pelo fugitivo. 

Para conseguir localizar o suspeito de cinco mortes (Lázaro teria matado um caseiro dias antes da chacina envolvendo a família), as equipes usam imagens de satélite e drones que conseguem registrar movimentação a 250 metros de distância e, inclusive, durante a noite. Cerca de 270 policiais de diferentes forças de segurança participam dessa operação.

Os drones são usados após moradores denunciarem que viram alguma movimentação em determinada região na área de buscas. O tempo para se chegar ao local e o terreno, com grutas e cavernas, podem ser fatores que dificultam o trabalho com esse equipamento. Com informações do G1.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas