Em delação, Palocci afirma ter entregue dinheiro vivo à Lula

brasil
15.09.2017, 12:05:00
Atualizado: 15.09.2017, 12:31:32
(Agência Brasil)

Em delação, Palocci afirma ter entregue dinheiro vivo à Lula

Segundo o ex-ministro, pagamento, entregue em pequenos pacotes, era fruto de propina da Odebrecht

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Embora a delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci ainda não esteja homologada, o seu conteúdo já começou a ser vazado. A "Revista Veja" publicou na manhã de hoje (15/9) em seu site alguns dos trechos da declaração. No documento, o ex-ministro afirmou ter entregue dinheiro vivo ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva em pelo menos cinco encontros diretos.

O pagamento era feito pessoalmente por Palocci, em pequenos pacotes de R$ 30 mil, R$ 40 mil e R$ 50 mil. Os valores são fruto de propina da Odebrecht e, segundo o ex-ministro, eram gastos por Lula em despesas pessoais. O dinheiro era descontado da "conta-propina" que a empreiteira mantinha para o ex-presidente, conforme garantiu o novo delator da Lava Jato, o primeiro petista.

O repasse foi realizado em pelo menos cinco encontros diretos.Palocci relatou que quantias superiores eram repassadas a Lula através do sociólogo Branislav Kontic, que era responsável pelo transporte e entrega da propina no Instituto Lula, em São Paulo.

Instituto Lula

Segundo a delação de Palocci, Lula desviava o dinheiro recebido das doações feitas ao Instituto, que, por sua vez, mantinha uma contabilidade paralela para acobertar os desvios feitos pelo ex-presidente. A quantia desviada era utilizada em gastos paticulares pela família e pelo próprio Lula. 

A conta ilícita, ainda segundo o ex-ministro, era administrada pelo presidente da organização, Paulo Okamotto, que nega qualquer irregularidade durante o seu comando à frente do Instituto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas