Em Feira, Bahia pega Atlético-MG pelas oitavas da Copa do Brasil

e.c. bahia
04.08.2021, 05:00:00
Artilheiro do Bahia na Copa do Brasil, Rossi precisa viver noite inspirada para ajudar o tricolor a passar pelo Atlético-MG (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Em Feira, Bahia pega Atlético-MG pelas oitavas da Copa do Brasil

Tricolor precisa vencer por diferença de três gols para avançar direto

O único jeito de sair da crise é vencendo. E nesta quarta-feira (4), tem que ser preferencialmente de goleada. Após perder por 2x0 em Belo Horizonte, o Bahia recebe o Atlético-MG às 21h30, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, na partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

O confronto será o terceiro no espaço de dez dias entre os dois clubes, por Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Vindo de cinco derrotas consecutivas na temporada e sem fazer gol em nenhuma delas, o tricolor sabe que a missão é das mais complicadas. Precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis e três ou mais para classificar no tempo normal. Se o desafio por si só já é complicado, a fase do time tratou de deixar o momento mais turbulento.

Ou seja, o Bahia precisa encerrar dois jejuns de uma vez para garantir a vaga nas quartas de final, que representaria também uma receita de R$ 3,45 milhões em premiação.

A partida será em Feira de Santana porque o clube cumpre pena de um mando de campo perdido em consequência da briga na final da Copa do Nordeste, contra o Ceará, em maio.

O Esquadrão tem urgência em voltar a vencer. Como dito, o time não vence há cinco jogos - foram quatro derrotas seguidas no Brasileirão e uma na Copa do Brasil - e também não balança as redes adversárias no período. Má fase que coincide com a saída dos titulares Juninho e, principalmente, Thaciano, que estavam emprestados e foram vendidos ao exterior pelos seus clubes de origem.

Diante de tantos problemas e pressionado pelos maus resultados, o técnico Dado Cavalcanti deve promover mudanças na equipe. A principal novidade é o argentino Lucas Mugni. Regularizado, ele está à disposição para estrear e tem grandes chances de começar entre os 11. Como não joga desde maio, certamente não resistirá os 90 minutos.

Já o atacante colombiano Hugo Rodallega não teve o mesmo êxito na documentação e não foi regularizado a tempo de ficar disponível para hoje.

Outro que pode voltar ao time titular é o garoto Ronaldo. Depois da boa estreia contra o mesmo Atlético, o atacante ficou no banco para Rodriguinho durante a derrota para o Sport e só entrou nos minutos finais do duelo em Pituaçu.

Por outro lado, o volante Jonas e o atacante Maycon Douglas estão fora de ação. O primeiro se machucou na última partida pelo Brasileirão, e Maycon não pode atuar na Copa do Brasil por ter defendido o ABC no torneio.

Atlético-MG
Destaque nos dois confrontos anteriores com o Bahia, o atacante atleticano Hulk foi diagnosticado com conjuntivite e ficou como dúvida durante a semana, mas ontem ele participou do treino e viajou para Feira de Santana.

Mesmo assim, o técnico Cuca terá que fazer uma mudança no ataque. Autor de um dos gols no jogo de ida das oitavas, o argentino Zaracho sofreu uma lesão na coxa e está fora de combate.

Confira as prováveis escalações

Bahia: Danilo Fernandes, Nino Paraíba, Germán Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Lucas Mugni e Daniel; Rossi, Gilberto e Rodriguinho (Ronaldo). Técnico: Dado Cavalcanti.

Atlético-MG:  Everson; Mariano, Réver, Alonso e Dodô; Allan, Jair e Tchê Tchê; Savarino, Hulk (Vargas) e Eduardo Sasha. Técnico: Cuca

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas