Em forma no lar: Academia em casa é opção para não perder o treino

economia
21.06.2018, 06:00:00
Atualizado: 31.07.2018, 20:23:53

Em forma no lar: Academia em casa é opção para não perder o treino

Arquitetos dão dicas sobre o que não pode faltar no seu espaço fitness particular e assim não ter desculpas para malhar

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Atleta profissional, o cliente do arquiteto Ed Vasco montou uma estrutura completa de academia em casa. (Foto: Divulgação)

Ficou no passado o tempo que a prática de atividades físicas era um hábito meramente ligado à estética. Na busca pelo bem-estar e a qualidade de vida oferecidos pelos exercícios, a mensalidade da academia praticamente virou custo fixo no orçamento de muitas pessoas. Por outro lado, a rotina diária cada vez mais corrida surge como um grande obstáculo no caminho de quem quer manter a disciplina dos treinos, esse fato tem colaborado com o aumento a dermanda por uma  “academia em casa”  nos projetos encomendados a arquitetos e decoradores. Antes de montar a sua academia exclusiva, porém, é importante estar atento a uma série de aspectos para garantir a segurança e o retorno do investimento.

O primeiro passo na empreitada é o diagnóstico da estrutura do imóvel, segundo o arquiteto Ed Vasco. “Quando se pensa em academia, logo se lembra dos halteres e anilhas, mas todos os equipamentos, mesmo esteiras e bicicletas ergométricas, impõem um peso extra à estrutura e por isso é importante consultar um engenheiro para saber se a edificação suporta”, explica.

Se a estrutura estiver liberada, pensar a decoração de maneira funcional é a melhor pedida, diz o arquiteto. Seja para o “marombeiro” que joga os halteres no chão ou não, Vasco aponta o piso vinílico como o mais indicado. “O piso anti-impacto reduz o efeito da queda dos pesos no chão além de ter diversos modelos como os que simulam madeira”, diz. para Vasco, o espelho nas paredes é essencial. Já a pintura pode ser substituída por revestimentos adesivos. “O trunfo dos adesivos é a praticidade da limpeza. A pintura tradicional pode acabar manchada com a graxa dos aparelhos ou do suor”.

Vasco conta que busca assessoria de empresas especializadas na distribuição de aparelhos para academia, mas que com apenas três deles já é possível alcançar o objetivo pretendido com o “espaço fitness”. “Normalmente, indico uma peça para aeróbico - esteira ou bicicleta -, uma estação de musculação e alguns halteres. Mas tudo realmente depende do espaço disponível no cômodo”, afirma.

“Todos os equipamentos impõem um peso extra à estrutura e por isso é importante consultar um engenheiro para saber se a edificação suporta” - Ed Vasco, arquiteto.

Já que boa parte dos novos empreendimentos imobiliários oferece estrutura de espaço fitness, o maior volume dos pedidos por academias vem de pessoas que moram em casas. Porém, o arquiteto Alex Galetti  discorda de quem quer colocar uma área para musculação dentro do apartamento.  “Os projetos de apartamentos cresceram muito. Um quarto livre pode ser utilizado, por exemplo, ou mesmo a varanda pode abrigar os equipamentos”, garante.

Alex destaca que a preocupação em caso de estruturas mais compactas deve ser a acomodação dos equipamentos. “É completamente possível fazer por conta própria. Mas é importante ter o auxílio de um profissional que vai conciliar os equipamentos com o espaço disponível”.

Confira itens fundamentais sua academia:

Aeróbico Esteiras e bicicletas ergométricas estão entre os equipamentos mais utilizados na composição de uma academia dentro de residências, podem ser adaptadas a qualquer ambiente.


Estação A estação fitness é uma ótima opção para espaços compactos, pois concentra em apenas uma estrutura funcionalidades diversas. O equipamento tem modelos com diversas opções de funções.


Halteres Muito usados na musculação, são comercializados em modelos unificados ou montáveis (troca de anilhas). Já estão disponíveis em formato emborrachado para minimizar os impactos com o solo.


Pisos O manuseio de pesos sobre pisos de cerâmica ou porcelanato pode gerar prejuízos, por isso especialistas indicam pisos anti-impacto, a exemplo do vinílico ou do emborrachado.


Adesivos O contato do suor e da graxa de aparelhos com as paredes deixa manchas que, às vezes, só são eliminadas com uma nova pintura. Revestimentos adesivos são higienizados apenas com água e sabão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas