Empreendimentos imobiliários vão gerar 6 mil empregos em Salvador; alvarás foram liberados

salvador
24.02.2018, 15:52:00
Atualizado: 24.02.2018, 16:07:00

Empreendimentos imobiliários vão gerar 6 mil empregos em Salvador; alvarás foram liberados

São quatro obras localizadas na Avenida Paralela

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) liberou quatro alvarás para construtoras neste ano. De acordo com a pasta, a ação irá gerar 6 mil empregos diretos pelo prazo de, no mínimo, dois anos e vão resultar em R$ 1,2 bilhão em investimentos na cidade.

Os quatro empreendimentos imobiliários são localizados na Avenida Paralela, um próximo à Mussurunga, com a construtora MRV, e três próximos à Cajazeira, com a construtora Tenda. A medida integra o eixo Negócios do Salvador 360, que incentiva a atração de novas empresas na cidade com melhorias em infraestrutura, redução de impostos e capacitação de mão-de-obra. 

No ano passado, o eixo Negócios foi responsável por R$1,7 bilhão em investimentos na cidade - a maior parte advinda do setor de varejo, sobretudo com a inauguração de novos supermercados. “Este ano, deveremos ter um crescimento grande no setor imobiliário, graças aos benefícios do Salvador 360 e às mudanças efetuadas para atualizar a legislação sobre o IPTU", avaliou o secretário Sérgio Guanabara.

O Salvador 360 estimulou os setores da construção civil, call center, turismo, varejo, têxtil, tecnologia e economia criativa. Entre os incentivos fornecidos para eles estão a redução em 50% da outorga onerosa para o mercado da construção civil, isenção de 50% do IPTU por 36 meses para empresas de call center e cobrança de apenas 2% do ISS para o ramo do turismo e hotelaria que invista acima de R$ 3 milhões.

Boa colocação
Em número de pessoas empregadas, Salvador só perde para São Paulo e Rio de Janeiro. A capital ocupa o terceiro lugar na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (Pnad-C), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No total, Salvador alcançou mais de 1,5 milhão de ocupados formais e informais e sofreu redução na taxa de desocupação de  16,5% para 13,6% no comparativo com o quarto trimestre de 2016. 

O prefeito ACM Neto comemorou, na manhã deste sábado (24), o resultado da pesquisa e afirmou que o "título de capital do desemprego ficou no passado".

"Temos que comemorar. Quando assumi o segundo mandato de prefeito, disse que enfrentaria esse problema, que é nacional, mas que tínhamos possibilidade de trabalhar para mudar o cenário. Por isso criamos o programa Salvador 360, para ativar a economia e garantir a geração de empregos. Estamos abrindo mão de R$ 65 milhões em arrecadação com esses incentivos. Além de garantir cerca de R$ 3 bilhões em recursos para obras públicas de infraestrutura. Somos agora os primeiros em geração de emprego no Norte e Nordeste e terceiros no Brasil", comemorou Neto, durante a entrega dos títulos de posse de terra a moradores da Baixa do Soronha, na manhã deste sábado (24), em Itapuã.

Segundo a pesquisa, a taxa de desocupação em Salvador caiu de 16,5% para 13,6% no comparativo com o quarto trimestre de 2016. No último quadrimestre de 2017, houve um acréscimo de 88 mil nova ocupações formais e informais em comparação ao mesmo período de 2016. Salvador, que já ocupou a liderança na taxa de desocupação entre as capitais do país, agora alcança a posição de número 9. Em relação ao terceiro trimestre de 2017, o salto foi de 16 mil novos ocupados.

“Através do eixo Negócios do programa macroeconômico Salvador 360, que prevê 30 ações de incentivo, a gente oferece uma renúncia fiscal que chega a R$ 65 milhões. Isso tem tornado a cidade cada vez mais atrativa para novos investimentos do setor privado. Os números do IBGE demonstram o caráter exitoso dessa iniciativa. O nosso foco é gerar cada vez mais novos postos de trabalho”, disse Sérgio Guanabara, titular da Sedur e responsável por executar o Salvador 360. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas