Empresa lança serviço gratuito de defesa de multas de trânsito

economia
05.01.2017, 04:00:00

Empresa lança serviço gratuito de defesa de multas de trânsito

Startup baiana cria um sistema online que gera uma defesa pronta para ser impressa, assinada e enviada ao Detran

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As multas de trânsito ficaram entre 52,8% e 244,73% mais caras em novembro do ano passado e fizeram os motoristas temerem ainda mais as notificações. Mas uma startup (empresa com ideia inovadora) baiana, a Defesa e Recursos (defesaserecursos.com.br) criou um serviço gratuito de defesas de multas de trânsito. Com um sistema online, o serviço permite que a pessoa multada preencha um formulário informando os dados da infração, do condutor e do veículo. Com esses dados, o sistema gera uma defesa pronta para ser impressa, assinada pelo cidadão e enviada ao Detran. 

Neste primeiro período de chegada ao mercado, o serviço de defesa contra as multas permanece gratuito
(Foto: Marina Silva/ CORREIO)


“Os modelos de defesa a gente construiu de um estudo da resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e do direito administrativo também”, explica Albert Moreira, sócio-fundador do site Defesa e Recursos. De acordo com Moreira, a pessoa que receber a multa deve levar a defesa gerada pelo sistema juntamente com a cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e uma cópia do documento do carro. Em casos excepcionais, pode-se levar documentos adicionais. “Se você precisou passar o sinal vermelho porque corria o risco de ser assaltado. Na hora de questionar a multa é preciso levar também o BO do caso”, esclarece.

Assim que a defesa é apresentada junto ao órgão de trânsito, a cobrança da multa e dos pontos de habilitação é suspensa. “Outra razão importante para recorrer é que a penalidade, caso não se ganhe o recurso, só será imposta após o julgamento em todas as instâncias, adiando o pagamento e a imposição dos pontos”, observa o sócio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas