Empresas de telemarketing terão que operar com 30% de trabalhadores remotos

salvador
19.03.2020, 17:13:00
(Foto: Divulgação)

Empresas de telemarketing terão que operar com 30% de trabalhadores remotos

Prefeitura de Salvador determinou ainda que funcionários com mais de 65 anos devem trabalhar de casa para evitar contaminação pelo coronavírus

O prefeito ACM Neto determinou que, a partir de segunda-feira (23), as empresas de telemarketing e call center deverão adequar seu funcionamento para manter 30% dos seus funcionários em trabalho remoto como prevenção à expansão do novo coronavírus. Em Salvador, estas companhias empregam cerca de 20 mil pessoas. Assim, se uma empresa possui mil operários, 300 deles devem trabalhar a partir de suas casas.

Além disso, funcionários dessas empresas que pertençam ao grupo de risco do Covid-19, como é o caso dos idosos acima de 65 anos, gestantes e pessoas que utilizam medicamentos imunossupressores, devem ser dispensados da ida ao trabalho. 

A Prefeitura determinou ainda medidas de limpeza e higienização, com a disponibilização de álcool em gel, e a recomendação que máscaras sejam distribuídas entre os empregados. Todas essas determinações serão alvo de fiscalização. A medida tem validade de 15 dias.
 
"Nosso compromisso prioritário é com a vida das pessoas, como já disse. Claro que me preocupo com a economia, mas antes preciso garantir a preservação da vida das pessoas. Quando podemos conciliar as duas coisas, é o caminho recomendado. Essas empresas geram muitos empregos em nossa cidade, mas também recebemos, sobretudo via redes sociais, várias demandas para que a Prefeitura atuasse junto a elas. Dialogamos com o setor e adotamos as medidas", afirmou ACM Neto. 

Até as 14h desta quinta, Salvador registrou 18 casos de infectados pelo coronavírus. Ao todo, a Bahia conta com 30 pacientes que testaram positivo. Os demais estão em Feira de Santana (5), Porto Seguro (4), Lauro de Freitas (2) e Prado (1).

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas