Ensino Fundamental: alunos participam de Olimpíada de Matemática do BRICS

educamais
23.07.2018, 14:46:30
Atualizado: 23.07.2018, 18:24:12
(Shutterstock)

Ensino Fundamental: alunos participam de Olimpíada de Matemática do BRICS

Campeonato online tem jogos interativos disponíveis em cinco idiomas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A matemática está entre as disciplinas fundamentais ensinadas na educação básica e, por isto, há uma preocupação constante com o desempenho dos estudantes e com a geração de estímulos para o aprendizado da disciplina. A Olimpíada de Matemática é uma das formas de incentivo ao aprendizado e, entre 25 de julho e 30 de setembro, alunos do ensino fundamental que estudam entre o primeiro e o quinto ano participarão da II Olimpíada BRICSMath, torneio internacional da matéria que acontece online.

Na primeira edição, realizada em 2017, foram inscritos mais de 670 estudantes de países emergentes que fazem parte do BRICS: Brasil, Rússia, Índica, China e África do Sul. São duas etapas: a primeira é entre 25 de julho e 10 de setembro, por meio da navegação teste que visa incentivar os alunos a desenvolver as atividades; e, entre 11 e 30 de setembro, a navegação oficial, com 60 minutos de resolução de exercícios.

De acordo com o professor de Matemática Denisson Santos Mata Júnior, as olimpíadas são importantes para estimular a criatividade e a capacidade de transformar os conhecimentos adquiridos na escola em resolução de problemas. “É extremamente importante. Eu acredito que, quando temos iniciativas como essa, construímos em nossos alunos o sentimento de que é possível alçar voos maiores. Quando os estudantes estão de frente com a possibilidade de ir mais longe, são produzidas expectativas positivas”, afirma.

Docente do Colégio Municipal Professora Daulia Angélica de Souza Santos, Denisson pontua que cerca de 600 alunos participaram da 14 ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), realizada em junho deste ano. Embora os eventos não estejam conectados, o professor avalia que ambos são oportunidades importantes para avaliar o desempenho dos alunos e as políticas educacionais e pedagógicas das instituições de ensino. “Nós conseguimos, até certo ponto, mensurar como estão os alunos da nossa escola em relação às outras. Com este modelo de prova que é mais globalizada, posso dizer que é um preparativo para o Enem, por exemplo” destaca o professor ao associar a OBMEP ao Exame Nacional do Ensino Médio.

Avaliações
Por se tratar de uma competição online, o estudante lida com exercícios interativos em forma de jogos. Para participar, é preciso que o estudante tenha computador ou tablet com acesso à internet. Cabe aos docentes inscrever os alunos interessados, que receberão diploma de participação ao fim da competição.

Educação básica com bolsa de estudo
Prover um ensino de qualidade é importante para a o desenvolvimento dos jovens. Por isso, existem programas de incentivo à educação básica a exemplo do Educa Mais Brasil, o maior programa de inclusão educacional do país. No site do Educa Mais, parceiro do Correio, são disponibilizadas bolsas de estudo de até 70% nas mensalidades de instituições de Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II, Ensino Médio, além do Ensino Superior (graduação e de pós-graduação).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas