Ernesto Araújo aponta parceria de cientistas do Brasil e Israel no combate à covid-19

coronavírus
08.03.2021, 10:12:42
Atualizado: 08.03.2021, 10:19:16
(Alan Santos/PR)

Ernesto Araújo aponta parceria de cientistas do Brasil e Israel no combate à covid-19

"É esse tipo de contato que abre portas", afirmou Ernesto Araújo, justificando a ida a Israel

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou em suas redes sociais nesta segunda-feira (8) um vídeo no qual o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirma que, em breve, irá começar a formação de uma rede entre cientistas brasileiros e israelenses para tratar do combate à covid-19.

Ao lado do secretário de Pesquisa e Formação Científica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcelo Morales, e do secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Hélio Angotti Net, o chanceler brasileiro afirma que a reunião com o Instituto Weizmann "é um resultado muito importante na área do combate à covid da Saúde". Segundo o ministro, a curto prazo, haverá a formação de parceria entre cientistas do Brasil e de Israel "para tratar de diferentes aspectos do combate ao covid". Já a longo prazo, Araújo apontou que ficou acertada uma cooperação em outras áreas do conhecimento, a exemplo do meio ambiente.

"É esse tipo de contato que abre portas", afirmou Ernesto Araújo, justificando a ida a Israel. "A partir daqui, temos um processo em andamento", apontou.

Marcelo Morales afirmou que será realizada uma reunião entre pesquisadores da Rede Vírus, do MCTI, com o Instituto Weizmann. Segundo o secretário, os assuntos abordados serão sobre "vacina, sequenciamento e novas drogas".

De acordo com o secretário do Ministério da Saúde Hélio Angotti Neto, a perspectiva de trabalho a médio e longo prazo entre o instituto israelense e o Brasil irá envolver visitas entre os dois países de pesquisadores brasileiros e israelenses. "Nós temos todo um parque industrial da saúde para ser desenvolvido e aprimorado, temos uma rede de pesquisadores para integrar com eles Instituto Weizmann, e eles nos receberam de portas abertas com toda a experiência de know-how que eles têm de transferência tecnológica e toda essa vontade de fazer esse intercâmbio acadêmico", afirmou Angotti Neto.

No vídeo, Araújo ainda confirmou que, nesta segunda-feira, haverá uma reunião com o Centro Médico Sourasky, conhecido como Hospital Ichilov, que está desenvolvendo o tratamento de spray nasal contra a covid-19. "Vamos ver como está o desenvolvimento e como o Brasil pode estar junto no desenvolvimento muito promissor deste medicamento", comentou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas