Escola emite nota de pesar pela morte de criança em Porto Seguro: 'Sentiremos muito a falta'

bahia
01.12.2021, 18:01:00

Escola emite nota de pesar pela morte de criança em Porto Seguro: 'Sentiremos muito a falta'

Menino estava de férias no sul da Bahia e foi atropelado por um caminhão

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Nova Esperança, localizada em Caxias, município do Rio Grande do Sul, publicou uma nota de pesar pela morte do aluno Enrico Cruz Luongo, que estava de férias em Porto Seguro, no sul da Bahia, e foi atropelado por um caminhão nesta terça (30). A instituição lamentou a perda da criança: “Sentiremos muito a falta deste doce, feliz, inteligente e amado aluno”. 

“É com muita tristeza e extremo pesar que comunicamos o falecimento do nosso querido Enrico Cruz Luongo, aluno do Pré 2 e amado filho da nossa querida Hérica, secretária da nossa escola. A EMEF Nova Esperança, por meio de sua administração, professores, funcionários e comunidade, lamenta esta perda e deseja que os familiares e amigos sejam confortados neste momento”, escreveu a instituição através das redes sociais. 

A escola suspendeu as aulas desta quarta (1°) por luto e em homenagem a Enrico. “Com nosso silêncio pedagógico e orações, contamos com a compreensão e orações de toda a comunidade escolar”, disse a nota. Professora do menino, Cinara Fonseca de Andrade afirmou que toda a turma estava muito arrasada pela perda da criança. 

“Enrico era um menino carinhoso, curioso, inteligente, amoroso, que amava matemática e brincar com seus amigos. Nossa turma está arrasada. Desejamos força, luz, compreensão e fé para a família”, disse a professora, emocionada, ao jornal GZH. 

A coordenadora pedagógica da escola, Thais Dedéa, afirmou, também em entrevista ao GZH, que Enrico era muito alegre e cheio de vida. “Inteligente, falante, solidário, adorava fazer amigos. Era intenso em tudo que fazia”, declarou. A diretora da instituição de ensino, Jalusa Schenato Zattera, contou que a família do menino ainda está em Porto Seguro para realizar o translado do corpo de Enrico para Caxias do Sul. 
 
“Eles não querem voltar sem o Enrico, foram juntos e querem voltar juntos. É uma dor sem tamanho. Um menino lindo, encantador, meigo. A escola está abalada. Nosso aluno, único filho deles, um casal jovem e amoroso”, relatou a diretora ao GZH. 

Ainda de acordo com a escola, o velório de Enrico acontecerá nesta quinta-feira (2), às 3h, e sepultamento às 10h, em Caxias. O CORREIO tentou contato com a escola e familiares do menino, mas não teve retorno.  
 
Entenda o caso
De acordo com a Polícia Civil, Enrico tentava atravessar a rua na zona turística de Taperapuã, na terça-feira (30), quando foi atingido pelo caminhão. Segundo a corporação, o motorista do caminhão, na companhia dos pais, levou a criança para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas ele não resistiu aos ferimentos.
 
O caso foi registrado na Delegacia Territorial de Porto Seguro e encaminhado para a Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur). O condutor, que não teve nome divulgado, prestou esclarecimento e foi liberado em seguida. Não há mais informações sobre a família. 

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas