Escolas apostam na educação bilíngue cada vez mais cedo

especiais patrocinados
06.09.2018, 02:26:00
Estudantes aprendem uma segunda língua de maneira lúdica (Divulgado)
Estúdio Correio -

Escolas apostam na educação bilíngue cada vez mais cedo

Segunda língua fortalece a capacidade cognitiva

Aprender uma segunda língua pode fortalecer a capacidade cognitiva do indivíduo ao longo da vida. Pesquisas ao redor do mundo demonstram que aqueles que falam mais de um idioma podem apresentar habilidades acima da média. Quanto mais cedo a criança for exposta a uma segunda língua, melhor, pois estudos mostram que elas têm maior facilidade com o aprendizado.

“O processo de aprendizagem da educação bilíngue acontece de forma contextualizada com a proposta da escola, de maneira lúdica e significativa, para cada faixa etária em ambiente de imersão, que propicia a conversação da língua inglesa de maneira natural. A importância da aprendizagem de uma segunda língua representa não apenas a possibilidade de obter fluência em outro idioma, mas favorece em ampla escala a aquisição de competências interculturais”, explica a diretora pedagógica do Colégio Vitória-Régia, Andréia Politano.

HABILIDADES
A supervisora pedagógica do Colégio Ômega, Eneida Souza, ratifica que estudos recentes mostram que quanto mais cedo a criança começa a aprender uma segunda língua, mais efetiva será sua aquisição. “Isso porque a criança mais nova possui habilidades mais generalizadas e tende a preocupar-se menos em cometer erros. Além disso, são mais propensas a iniciar a comunicação com outros, independente do código linguístico”, afirmou. No Ômega, segundo ela, as crianças da educação infantil, a partir de dois anos de idade, já são imersas em ambiente com recursos audiovisuais para desenvolvimento das aulas, com uma carga horária semanal de 50% a 80% de aulas em Inglês e material didático que contempla todas as áreas do conhecimento.

O Colégio Antônio Vieira utiliza metodologia usada na União Europeia para o ensino do segundo idioma, e que é a referência para todo o processo desenvolvido com as turmas. O programa bilíngue é focado em uma educação lúdica e tecnológica, propondo um ambiente variado de aprendizagem. É realizado em parceria com a International School, e contempla aulas diárias de 50 minutos totalmente em inglês, visando despertar o repertório oral dos alunos.

“A aprendizagem de uma segunda língua favorece em ampla escala a aquisição de competências interculturais”
Andréia Politano, Diretora pedagógica do Colégio Vitória-Régia

Segunda língua fortalecea capacidade cognitivaAtentas à importância do aprendizado de outros idiomas no mundo contemporâneo, muitas escolas oferecem mais de uma língua estrangeira na

educação dos seus alunos. Este é o caso, por exemplo do Colégio Anchieta, que conta, por exemplo, com aulas de inglês, espanhol e alemão.

João Batista de Souza, diretor do Anchieta, explica que, no Inglês, são quatro horas no turno matutino e mais oito no turno vespertino, de forma complementar, com proficiência avaliada pela Universidade de Cambridge da Inglaterra. O Anchieta oferece espanhol como disciplina optativa para os alunos do ensino médio, e também o curso de alemão, através de uma parceria com o Goethe Institut. A escola, inclusive, faz parte do sistema Pasch, “Escolas: parceria para o futuro”, já tendo enviado quase quarenta alunos bolsistas para estudarem na Alemanha. Também foi incluído no programa “Studienbrücke”, que prepara estudantes das escolas parceiras para o ingresso em universidades alemãs.

No Colégio São Paulo, além do inglês, é oferecido o idioma alemão para os alunos do 6º ao 9º ano ensino fundamental, no turno oposto em que estuda. O curso desperta o interesse pelas tradições e manifestações culturais dos países de língua alemã, agrega conhecimento sobre a diversidade linguística, o respeito, honestidade e o espírito de coletividade.

“O conceito de bilinguismo é pautado na abordagem comunicativa e humanista, incluindo aulas em que assuntos das mais variadas áreas do conhecimento são revisitados em Inglês. As turmas trabalham com todas as habilidades, nas quais os alunos aprendem a falar, ouvir, ler e escrever de maneira indutiva e participativa, tratando a língua inglesa como língua internacional”, explicou Nairene Souza, supervisora pedagógica no ensino fundamental do Colégio São Paulo.

O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas