Espetáculo discute a ânsia humana de compartilhar para ser visto

entretenimento
14.03.2018, 13:00:00
Peça utiliza de frases de Sartre para trazer reflexões (Foto: Divulgação)

Espetáculo discute a ânsia humana de compartilhar para ser visto

Peça Eróstrato fica em cartaz no Teatro Gamboa às quartas e quintas

A peça Eróstrato – Memória Perversa, releitura do conto presente em O Muro, de Jean Paul Sartre, teve sua primeira temporada encenada em 2016 e volta em cartaz no Teatro Gamboa para causar mais reflexões junto à plateia. Heróstrato, na mitologia grega, era um cidadão comum da cidade de Éfeso que ansiava pela fama. E é brincando com a noção do nome, que a principal crítica da trama acontece.

Com direção de Marcos Sampaio e atuação de Alberto Abreu, do Grupo de Arte Sem Sentido, o monólogo conta a história do personagem título, questionando a sanidade humana e a passabilidade da sociedade moderna, em meio à ansia de ser visto, mais do que de viver. Tudo isso acontece no palco, de quartas e quintas, às 20h, com um roteiro que promete encaixes diretos na realidade soteropolitana.

Serviço
Teatro Gamboa nova (Aflitos).
Quartas e quintas, às 20h. Até 29/03.
Ingressos: R$ 20 | R$ 10.