Estádio que sediará jogos do Brasil é o mais polêmico da Copa

esportes
04.04.2022, 17:36:00
Estádio de Lusail vai receber ao menos dois jogos do Brasil (Sanjay JS/Shutterstock.com)

Estádio que sediará jogos do Brasil é o mais polêmico da Copa

Palco das partidas contra Sérvia e Camarões, Lusail está envolvido em denúncias sobre violação de direitos humanos

A seleção brasileira poderá atuar no maior estádio da Copa do Mundo do Catar por quatro vezes ao longo da competição. Na primeira fase, serão dois jogos no Estádio Nacional de Lusail e, nas fases mata-mata, outros dois duelos serão somados, a depender da classificação como primeiro ou segundo colocado do Grupo G.

Erguido por construtoras do Catar e da China, o Lusail é parte central das denúncias da situação precária dos trabalhados da construção civil no país. Em 2021, uma publicação do jornal inglês The Guardian apontou que 6,5 mil trabalhadores estrangeiros morreram em obras relacionadas ao Mundial.

A Anistia Internacional reitera seguidas denúncias, e a Fifa diz estar conversando com o Catar sobre o tema. Não é de hoje que esse trato vem acontecendo.

O Estádio Lusail tem capacidade para 80 mil pessoas e teve sua construção iniciada em 2017. Foi concluído em novembro de 2021, sendo a última arena do Mundial a ficar pronta. Além de seis jogos da fase de grupos, ela receberá partidas de todas as etapas da Copa: oitavas, quartas, semifinal e final. A decisão da Copa está agendada para 18 de dezembro, às 12h (de Brasília).

Lusail é uma cidade em construção. Ela nasceu do zero há mais de uma década e, em meio ao deserto catari, promete se tornar lar de cerca de 200 mil pessoas, alocadas em 38 quilômetros quadrados de área. O investimento, incluindo o valor gasto no estádio, está na casa dos R$ 170 bilhões. O custo da construção da arena, isoladamente, é de aproximadamente R$ 3,5 bilhões.

Inspiração
A composição arquitetônica externa do Estádio de Lusail faz alusão às lanternas fanar e sua interação de luz e sombra. Já seu formato se inspira em tigelas e vasos típicos do Oriente Médio. Sem clubes na região, a organização da Copa do Mundo do Catar se preocupou com o legado que essa arena deixará na cidade Por isso, o estádio será remodelado internamente após o Mundial, dando lugar a escolas, hospital e um centro comercial.

Caminho do Brasil
O Brasil inicia sua trajetória na Copa enfrentando a Sérvia em Lusail. A estreia da seleção ocorrerá no dia 24 de novembro, às 16h (de Brasília). O Catar tem fuso horário de 6h para frente em relação ao Brasil. Os brasileiros voltam a jogar no mesmo local na terceira rodada da fase de grupos, na partida contra Camarões, marcada para dia 02 de dezembro, novamente às 16h.

Caso avance com a primeira colocação do Grupo G - que tem as companhias de Sérvia, Suíça e Camarões -, a seleção brasileira poderá voltar ao Estádio Lusail nas fases semifinal e final, totalizando quatro partidas na arena. Se ficar no segundo lugar da chave, o Brasil jogará no Lusail as oitavas de final, diante do líder do Grupo H e só voltará ao mesmo palco na decisão.

Confira as datas, horários e locais dos jogos do Brasil na Copa do Catar:

Fase de Grupos
24/11 - 16h - Brasil x Sérvia - Estádio Nacional de Lusail (capacidade: 80 mil pessoas)
29/11 - 13h - Brasil x Suíça - Estádio 974 (capacidade: 40 mil)
02/12 - 16h - Camarões x Brasil - Estádio Nacional de Lusail

Se o Brasil for 1º no Grupo G
Oitavas de final - 05/12 - 16h - Estádio 974
Quartas de final - 09/12 - 12h - Education City (capacidade: 45 mil)
Semifinal - 13/12 - 16h - Estádio Nacional de Lusail
Decisão de 3º lugar - 17/12 - 12h - Estádio Khalifa Internacional (capacidade: 45 mil)
Final - 18/12 - 12h - Estádio Nacional de Lusail

Se o Brasil for 2º no Grupo G
Oitavas de final - 06/12 - 16h - Estádio Nacional de Lusail
Quartas de final - 10/12 - 12h - Estádio Al Thumama (capacidade: 40 mil)
Semifinal - 14/12 - 16h - Estádio Al Bayt (capacidade: 60 mil)
Decisão de 3º lugar - 17/12 - 12h - Estádio Khalifa Internacional (capacidade: 45 mil)
Final - 18/12 - 12h - Estádio Nacional de Lusail

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas