Estagiário faz postagens machistas no Facebook e é demitido no Paraná

brasil
08.02.2017, 15:53:00

Estagiário faz postagens machistas no Facebook e é demitido no Paraná

'Procurando uma feminista para ajudar a descarregar [carga de cimento]', disse jovem em um dos posts; empresa condenou atitude

Duas das postagens do jovem que motivaram sua demissão (Foto: Reprodução)

Um estagiário da Cantareira Construtora e Imobiliária, com sede em Maringá (PR), foi demitido após fazer posts machistas em seu perfil no Facebook. Na legenda de uma das fotos tiradas em obras da construtora, o jovem escreveu: "procurando uma feminista para ajudar a descarregar [a carga de cimento]", e usou as hashtags #estágio e #EngenhariaCivil.

Segundo a coluna Emais, da versão online do jornal O Estado de São Paulo, ao ser alertada por clientes sobre o caso, a empresa do interior do Paraná se manifestou na página do Facebook. Além de afirmar que as opiniões do garoto não refletem a visão da construtora, que "despreza qualquer incitação de ódio e preconceito", a empresa avisou que o estagiário já não faz mais parte da equipe.

A assessoria de imprensa da Cantareira afirma que houve uma reunião com o garoto, na qual ele foi informado de que eles não poderiam manter um funcionário que dissemina opiniões sexistas. Ele teria dito que mantém seu posicionamento.

"Nós não podemos responder pelas opiniões particulares de um funcionário. O problema é que ele estava uniformizado e no canteiro de obras. Para nós, é importante esclarecer que esse não é o posicionamento de nenhum dos sócios", informou a assessoria de imprensa à coluna Emais.

Até as 16h desta quarta-feira (8), a postagem da empresa (ver abaixo) já contava mais de 7 mil curtidas no Facebook e diversos comentários, em sua maioria, elogiosos. Além disso, a construtora publicou uma imagem de uma mulher, aparentemente trabalhando como engenheira, com a frase: "Lugar de mulher é onde ela quiser."

Posicionamento oficial de construtora, que foi bastante elogiado (Foto: Reprodução)


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas