Estrangeiro é preso após exibir armamento pesado em veleiro na Bahia

bahia
15.09.2017, 19:06:55
Homens da PM e da PF fazem buscas no mar na Península de Maraú (Foto: Divulgação/SSP)

Estrangeiro é preso após exibir armamento pesado em veleiro na Bahia

Após denúncia, PM e PF fizeram operação e localizaram fuzil e espingarda com ajuda de cadela farejadora

Um fuzil, uma espingarda calibre 12, uma carabina e um revólver foram apreendidos, na tarde desta sexta-feira (15), durante uma ação conjunta das polícias Militar (Batalhão de Choque) e Federal, na cidade de Maraú, no Baixo Sul do estado.

Após denúncia anônima de um homem ostentando armas de grosso calibre em um veleiro, foi montada a operação para capturar o suspeito. 

A cadela farejadora Andy, do Batalhão de Choque da PM, em ação
A cadela farejadora Andy, do Batalhão de Choque da PM, em ação (Foto: SSP/Divulgação)
Andy encontrou armas em veleiro de estrangeiro
Andy encontrou armas em veleiro de estrangeiro (Foto: SSP/Divulgação)

O armamento foi localizado através da cadela farejadora Andy, da raça pastor malinois, que pertence ao Batalhão de Choque da PM baiana. 

As armas e o homem foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Ilhéus, no Sul do estado.

“Estamos aqui prontos para agir em qualquer circunstância. As forças de segurança na Bahia são unidas e a população é quem mais ganha com essa integração”, destacou o comandante do Batalhão de Choque, tenente-coronel Paulo Guerra.

Até o final da tarde, as equipes continuavam na região fazendo varreduras em outros locais e apoiando as investigações da PF, que busca agora identificar o nome e a nacionalidade do criminoso.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas