Estudante do IFBA conquista medalha de ouro em Olimpíada de Biologia

educação
01.07.2021, 17:39:55
(Divulgação/IFBA)

Estudante do IFBA conquista medalha de ouro em Olimpíada de Biologia

Único da Bahia a conquistar o resultado, Daniel do Nascimento concorre a uma das oito vagas para representar Brasil em competições internacionais  

Aluno do curso técnico em geologia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Daniel do Nascimento Albano foi o único estudante da Bahia a conquistar uma medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB). 

É a primeira vez que Daniel participa da competição. Com a conquista, ele e mais 24 estudantes de outros estados foram classificados para a seletiva internacional que vai classificar oito alunos para participação em duas competições internacionais: a Olimpíada Internacional de Biologia (IBO) de Portugal, nos dias 19 a 22 de julho, e a Olimpíada Iberoamericana de Biologia (OIAB) da Costa Rica, em setembro. 

O resultado da classificatória, realizada por meio de uma capacitação online oferecida pelo Instituto Butantan, promotor da OBB, terminou nesta quarta (30) e o resultado final será divulgado nesta sexta (2).  

A preparação de Daniel e dos outros 20 participantes do campus foi realizada pelas professoras Juliana Silvestre e Andreia Silveira. Elas utilizaram a tecnologia para estimular e manter os estudantes motivados. 

“Foi incrível, eu achei que talvez estivesse sonhando. Realmente nunca imaginei que chegaria tão longe. Porém fiquei um pouco triste ao perceber que era o único do estado, enquanto em São Paulo houve dezenas de medalhas de ouro. A educação do Norte e Nordeste precisa de mais investimento”, conta Daniel.
 
Daniel Albano destaca que sempre gostou de biologia, principalmente a área de zoologia. “Assistia documentários de vida selvagem desde os cinco anos e ficava fascinado. Não perdi o costume. Hoje eu tenho uma conta no Instagram só para mostrar os animaizinhos que eu encontro por aí”, relata.
 
A professora Juliana Silvestre comemorou o resultado, que considera ser reflexo da excelência do ensino no campus Salvador, associado à inteligência e interesse do aluno. 

“Em nome dos professores e professoras de biologia, posso dizer que trabalhamos sempre visando o desenvolvimento dos estudantes como seres humanos e nos esforçamos para que o conteúdo teórico seja integrado ao cotidiano deles”.

Para a professora, a conquista de Daniel também é uma conquista dos professores do instituto.  

“Por trás de um resultado como esse, há um grupo de docentes que incentiva e planeja com cuidado o conteúdo a ser ministrado, então, só podemos ficar orgulhosos quando vemos que o esforço não é vão e o quanto nossos alunos são proativos, inteligentes e com grande capacidade de raciocínio crítico, visto que as questões das provas são sempre contextualizadas”, disse.

A OBB foi criada em 2004 e é voltada para estudantes do ensino médio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas