Ex-jogador do Atlético-MG morre durante partida de futevôlei

esportes
18.10.2021, 19:14:00
Adans teve passagens por clubes como Atlético-MG e Brusque (Reprodução)

Ex-jogador do Atlético-MG morre durante partida de futevôlei

Adans João Santos Alencar, de 38 anos, sofreu uma parada cardíaca, foi socorrido, mas não resistiu

Ex-lateral do Atlético-MG, Adans João Santos Alencar morreu aos 38 anos, após sofrer uma parada cardíaca na tarde do último domingo (17). Ele estava disputando uma partida de futevôlei em Blumenau, Santa Catarina, válida pelo torneio estadual da modalidade, quando passou mal.

O ex-jogador chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu. Adans deixou os gramados em 2018, após defender o Windsor Arch Ka I, time asiático do Macal. No Brasil, teve passagem pelo Atlético-MG, no início dos anos 2000, e atuou por times como Brusque e Criciúma. 

"É com pesar que recebemos a notícia do falecimento do ex-lateral Adans João Santos Alencar, que jogou em 2004 e 2005 pelo Brusque. Desejamos força e que Deus conforte o coração dos familiares e amigos", escreveu o Brusque, nas redes sociais.

Já o Criciúma divulgou uma nota em seu site oficial. "O Criciúma lamenta o falecimento neste domingo (17/10) do ex-jogador Adans João Santos Alencar. O ex-lateral direito tinha 38 anos e teve uma passagem pelo clube em 2007. Prestamos condolências aos amigos e familiares de Adans".

O Marcílio Dias, outro clube defendido pelo ex-jogador, também postou um comunicado. "O Marcílio Dias lamenta a morte do ex-lateral-direito Adans João Santos Alencar, de 38 anos, que faleceu neste domingo de um mal súbito. Adans teve duas passagens pelo Marinheiro, em 2006, e em 2010/2011. Nossos mais sinceros sentimentos a toda a família e amigos".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas