Fábio Mota é eleito presidente do Conselho Deliberativo do Vitória

e.c. vitória
24.04.2019, 23:30:32
Atualizado: 24.04.2019, 23:55:49
Fábio Mota será presidente do Conselho Deliberativo pela primeira vez (Maurícia da Matta / EC Vitória)

Fábio Mota é eleito presidente do Conselho Deliberativo do Vitória

Veja como ficou a divisão das 150 cadeiras do órgão colegiado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O secretário municipal de mobilidade urbana Fábio Mota é o novo presidente do Conselho Deliberativo, com mandato até dezembro de 2022. Ele foi um dos principais apoiadores da campanha de Paulo Carneiro, eleito presidente do Leão nesta quarta-feira (24).

"A torcida entendeu nossa mensagem e levou para as urnas um reflexo da nossa proposta. O Vitória está numa situação calamitosa e a união desse grupo, com três ex-presidentes, de pessoas bem intencionadas, a torcida entendeu que só esse grupo pode salvar o clube. Agora é certeza de muito trabalho para a gente resgatar o Vitória e levá-lo de volta à primeira divisão", disse Mota.

>> 'Quero ser o presidente de todos os rubro-negros', diz Carneiro
>> Paulo Carneiro volta como chegou em 1991: com apoio dos cardeais
>> Ouça ou leia entrevista completa com Paulo Carneiro ao CORREIO

A chapa de Fábio Mota, a Vitória Gigante, recebeu 1232 votos, ou 53,92%. Como resultado, terá direito a 89 das 150 cadeiras do Conselho Deliberativo. O vice-presidente do órgão será Antônio Carlos Rodrigues, o Cacau, da mesma chapa.

A 100% Vitória, que apoiou Raimundo Viana na eleição, recebeu 472 votos válidos, ou 20,76% do total. Terá, portanto, direito a 34 vagas. Já a Frente Vitória Popular, que não apoiou nenhum candidato, recebeu 377 votos, ou 16,05% do total. Terá 27 cadeiras.

A chapa 300 do Vitória, mais uma que apoiou Paulo Carneiro na eleição, recebeu 204 votos, ou 8,93% do total. Não atingiu, portanto, a cláusula de barreira prevista no regulamento, que é de 15%.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas