Faça o teste e descubra como anda sua reputação profissional

minha bahia
02.07.2018, 06:00:00
Atualizado: 02.07.2018, 06:06:33

Faça o teste e descubra como anda sua reputação profissional

Falta de compromisso e de jogo de cintura afetam sua imagem profissional

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A segunda-feira está só começando e junto com ela, em vez de disposição vem a insatisfação em trabalhar. Este pode ser o primeiro alerta que sua vida profissional não vai muito bem. O que fazer?

Especialistas apontam, pelo menos, quatro comportamentos que podem acabar minando sua carreira e, consequentemente, sua reputação profissional. A falta de compromisso com as atividades, a pouca interação corporativa, erros e falhas frequentes na entrega do trabalho e falta de jogo de cintura, sobretudo nas situações delicadas, são só algumas das posturas que acabam prejudicando a imagem do profissional na empresa, como lista a gerente da Randstad Professionals Soluções em Recursos Humanos, Letícia Krauskopf.

“No mundo globalizado e multifuncional em que estamos, o profissional precisa contribuir para o negócio prosperar. Já está com perigo de cartão vermelho quem sente que o gestor já não passa alguns tipos de tarefa e encaminha para outras pessoas da equipe ou que já deu sinais de que não confia no trabalho desenvolvido”, destaca.

Outros alertas também sinalizam que o profissional precisa rever suas posturas e comportamentos se quiser permanecer na empresa. “Normalmente, esses pontos são levantados nos momentos de feedback. Essa é a grande oportunidade de o profissional refletir e trabalhar esses pontos negativos para que não corra o perigo de ser demitido”.

O autor do livro A Estratégia do Olho de Tigre, especialista em Gestão e Liderança, Renato Grinberg, concorda. Ele propõe que, para virar o jogo ao seu favor, não basta só mudar a mentalidade com relação ao trabalho, mas também melhorar as habilidades de comunicação e de trabalho em equipe.

“É importante ele entender o que tem de diferencial que possa agregar valor a uma empresa. A partir daí, ele deve focar em ressaltar esse diferencial e com isso tornar irrelevantes suas eventuais fraquezas”, aconselha. Grinberg destaca ainda a importância de fazer além do que é pedido. “É deixar de seguir a política do mínimo esforço e focar em como agregar mais valor ao seu trabalho e à empresa”.



Sua carreira vai bem? faça o teste


Você está com muita demanda de trabalho e está chegando o prazo de entregar os materiais. Você decide:


a) Fazer as atividades conforme conseguir e entregar o que for ficando pronto primeiro.

b) Alertar seu chefe, mas seguir fazendo as atividades em ordem aleatória até terminar tudo, independente do prazo.

c) Organizar todas as demandas que precisa entregar e analisar se tem tempo hábil. Se realmente for atrasar, prefere avisar ao chefe com antecedência, comunicando as prioridades.


Seu chefe tinha uma reunião marcada, mas teve um imprevisto e não poderá comparecer. Ele pede para você participar da reunião no lugar dele, mas você descobre que você não gosta da outra pessoa. Você:


a) Cancela a reunião e deixa para seu chefe resolver. Como não gosta da pessoa, prefere se reservar e não interagir para não causar problema.

b) Contrariado, vai para a reunião só porque seu chefe mandou. Como sabe que não gosta da outra pessoa, vai pronto para uma discussão se necessária.

c) Apesar de não gostar da outra pessoa, realiza a reunião conforme orientação do seu chefe, procurando atingir o objetivo passado por ele. Trata a pessoa normalmente e evita discussões calorosas.


Você entregou um material para seu chefe e ele pediu algumas alterações. Como você interpreta isso?

a) Meu chefe sempre pede diversas alterações no meu material. Faço o que ele pediu e reenvio. Mesmo que eu não concorde, mantenho as

alterações.

b) Não me abalo, já que meu chefe pede algumas alterações dependendo do material e tema. Faço as mudanças

prestando atenção para entender o que foi pedido e, se discordo, ignoro e mantenho como estava antes.

c) Não costumo receber pedidos de alterações do meu chefe nos materiais entregues, mas entendo que é normal. Faço as mudanças pedidas e observo o que foi apontado. Se eu discordar, converso com meu chefe.


A empresa fechou parceria com um curso novo no mercado que tem a ver com sua área. Quem se inscrever terá condições especiais para o pagamento, mas as aulas são em quatro sábados seguidos.

a) Desisto de fazer o curso. Já trabalho muito durante a semana e quero ter um momento para a vida pessoal.

b) Me interesso pelo tema, mas tento negociar para ser durante a semana. Se não der certo e não for muito caro, faço aos sábados.

c) Apesar de ser final de semana, me animo para fazer o curso. O tema é relacionado com minha área de atuação e as condições especiais podem valer a pena.


Você encontra o presidente da empresa no corredor e, em clima descontraído, ele pergunta em quem você vai votar nas eleições deste ano. Qual é sua

resposta?


a) Tento associar os ideais dos candidatos com os da empresa e respondo com a melhor opção, pois quero passar a impressão de que estou completamente de acordo com a companhia.

b) Exponho minha opinião, mesmo que considerada extremista por algumas pessoas. Apesar de eu trabalhar na empresa, tenho direito as minhas preferências políticas.

c) Exponho minha opinião de maneira amigável, trazendo prós e contras de outros candidatos também. Apesar de trabalhar na empresa e, ainda assim, ter minhas próprias opiniões, prefiro não causar desgaste.

Resultado

Alternativas A 0 ponto

Alternativas B 02 pontos

Alternativas C 05 pontos


Avaliação


0 PONTO Sua carreira está em perigo! Sem dúvida, sua reputação e posicionamento enquanto profissional estão abalados e será necessário repensar algumas atitudes para tentar colocar os trilhos no lugar. Se quer mandar bem na carreira, monte um plano emergencial de recuperação.

De 1 a 10 pontos: Você está começando a trilhar um caminho positivo. No entanto, algumas atitudes profissionais suas ainda são negativas e podem ter repercussão ruim no ambiente de trabalho. Se continuar assim, pode não conseguir reverter o quadro. Avalie os pontos de melhoria e implemente rapidamente para recuperar e manter o posicionamento desejado.

De 11 A 20 pontos: Você está indo bem na carreira! Parece estar claro na sua cabeça quais atitudes são necessárias para crescer e mandar bem. Alguns pontos pequenos ainda podem ser melhorados, mas com sua disciplina, isso acontecerá aos poucos durante seu desenvolvimento. Fique atento aos feedbacks e mantenha o foco.

De 21 A 25 pontos: Parabéns, sua carreira está um sucesso! O primeiro passo para ser bem-sucedido é ter um perfil profissional promissor e bem desenhado. Você tem ótima postura ao trabalhar e sabe se relacionar da maneira certa, mantendo o alto nível de suas entregas. Trace metas claras e a promoção pode chegar em breve.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas