Federação dos Petroleiros diz que não aceitará redução de salários

brasil
02.04.2020, 11:02:36
Atualizado: 02.04.2020, 11:06:17

Federação dos Petroleiros diz que não aceitará redução de salários

Petrobras anunciou medidas para garantir a saúde financeira da companhia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) informou que está tomando medidas jurídicas sobre o que classifica de "pacote de maldades" anunciado pela Petrobras nos últimos dias para garantir a saúde financeira da companhia, durante a crise trazida pelo coronavírus. Entre as medidas mais criticadas pelos empregados está a redução da jornada de trabalho, de 8h para 6h, que leva também parte dos salários dos trabalhadores.

"Nós não vamos aceitar essas medidas. Estamos conversando com o jurídico para impedir a implantação desse pacote de maldades" disse em vídeo o secretário geral da entidade, Adaedson Costa.

Ele afirma que a empresa está pedindo o sacrifício de trabalhadores, mas mantém decisões contraditórias, como o pedido de 26% de aumento para seus administradores, a ser votado na Assembleia Geral Ordinária (AGO), e a criação de uma Fundação, no valor de R$ 4 bilhões, para terceirizar um serviço que hoje é gerido pela área de Recursos Humanos da estatal.

A Petrobras nega que esteja propondo aumento na remuneração dos seus administradores, informando que a proposta que será debatida em assembleia se refere a uma remuneração variável (PPP) da diretoria e demais empregados da companhia, que já foi, inclusive, em parte paga aos empregados que não fizeram greve.

"A Petrobras quer criar uma fundação, nos moldes da Petros, para que ela faça a gestão do Plano de Saúde de Autogestão. O custo está estimado em R$ 4 bilhões, e quem vai administrar vai ser uma terceirizada que vai cobrar por isso, aumentando o custo para o trabalhador e para a empresa", afirmou Costa. Até o momento, a empresa não comentou sobre a criação da Fundação.

As ações anunciadas pela empresa envolvem corte de R$ 2 bilhões de gastos operacionais, poupando cerca de R$ 700 milhões em despesas com pessoal. Serão postergados pagamentos, entre 10% a 30%, da remuneração mensal de gerentes, coordenadores, consultores e supervisores, e de 30% do presidente e diretores.

A estatal também avisou que haverá mudança temporária de regimes de turno e de sobreaviso para regime administrativo de cerca de 3,2 mil empregados, além da redução, também temporária, da jornada de trabalho, de 8 horas para 6 horas, de cerca de 21 mil empregados.

As medidas, segundo informou a estatal em anúncios feitos ontem e na semana passada, visam proteger o caixa da companhia, diante de uma demanda em queda pelos seus produtos e da derrocada do preço do petróleo, que hoje ensaia recuperação, subindo cerca de 10%, mas que se mantém no patamar em torno dos US$ 25 o barril, uma queda pela metade em relação ao início do ano.

Costa criticou ainda a gestão da empresa em relação aos desinvestimentos, afirmando que a Petrobras está apostando todas as fichas na produção de petróleo e vendeu participações relevantes, que vão aumentar seus custos nesse momento de crise.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anastacia-comemora-80-anos-com-muito-forro/
Cantora e compositora lança EP com produção de Zeca Baleiro e parcerias com Mariana Aydar, Chico César e Amelinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nizan-guanes-vai-entrevistar-roberto-medina-abilio-diniz-e-washington-olivetto/
As entrevistas são parte do Sunday Night Live que o publicitário tem realizado em sua conta do Instagram
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/luiz-caldas-substitui-sanfona-por-guitarra-em-disco-de-forro/
Álbum é o centésimo em projeto do músico que prevê um lançamento temático por mês
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/youtuber-compra-mansao-de-r-65-milhoes-apenas-para-gravar-videos/
Camila Loures disse que seguirá morando em sua antiga residência
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/daniela-faz-live-nesta-sexta-feira-29-com-transmissao-no-multishow/
Apresentação da cantora será em casa e terá clássicos como O Canto da Cidade, além de canções novas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/na-frente-do-stf-bolsonarista-sara-winter-xinga-moraes-e-ameaca-persegui-lo-assista/
Alvo de operação da PF contra rede de fake news, ativista convocou manifestantes para acampar na frente da casa de ministro do Supremo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/duster-2021-veja-tudo-que-mudou-no-suv-da-renault/
Jornalista automotivo testou o modelo e apresenta suas impressões
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/novelas-classicas-chegam-ao-globoplay-e-a-favorita-e-a-primeira/
'Laços de Família', 'Vale Tudo' e 'Tieta' estão entre as próximas
Ler Mais