Feiras agropecuárias passam ao largo da crise

minha bahia
14.07.2018, 06:00:00
((foto: Georgina Maynart))

Feiras agropecuárias passam ao largo da crise

Eventos ligados ao setor do agronegócio ignoram dificuldades econômicas do país e movimentam economia baiana

Ninguém afirma com exatidão quanto elas movimentam. Mas o fato é que as exposições agropecuárias passam ao largo da crise econômica e geram milhões de reais por ano. Os eventos reforçam a força do setor agropecuário para além dos campos e das lavouras.

Mais de 20 exposições deste tipo estão agendadas e confirmadas para os próximos quatro meses em todas as regiões da Bahia (veja calendário abaixo). Entre janieiro e junho, pelo menos outras 30 já foram realizadas. E esses números só se referem a eventos realizados em território baiano.

TSão eventos de todos os portes, estilos e segmentos. Das feiras mistas, que incluem leilões, exposição de animais e shows; à eventos segmentados, exclusivos para venda de equipamentos e treinamentos em atividades rurais.

Organizados por sindicatos, associações, por pequenas comunidades ou pelos próprios agricultores e pecuaristas, as feiras podem ocupar espaços de pequeno porte ou atingir grandes dimensões. Mas o volume de negócios é cada vez maior. Só a Bahia Farm Show, realizada no município de Luís Eduardo Magalhães, na Região Oeste, movimentou mais de R$ 1,9 bilhões de reais este ano.

Espaços Urbanos

Os eventos revelam ainda o potencial de geração de emprego do setor agropecuário nas cidades. Apenas a Fenagro, uma das mais tradicionais feiras da Bahia, realizada em Salvador, gera cerca de cinco mil empregos a cada edição. Significa oportunidade de trabalho para vários profissionais que exercem diversas funções. Dos tratadores de animais e jurados de prova a vendedores dos estandes de alimentos.

A Fenagro movimentou R$ 80 milhões em negócios na última edição. Foram R$ 10 milhões só com leilões de animais. E apesar da crise que atinge os outros setores da economia, a expectativa é animadora em relação a edição deste ano. Para o organizador da feira, o presidente da Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos da Bahia, Almir Lins, a feira é a grande oportunidade para os criadores de animais melhorarem a genética do rebanho, um fator considerado crucial para aumentar a produtividade nas fazendas.

“Os criadores de todo o Brasil e de países como Colômbia, Bolívia e Paraguai aproveitam a feira para apresentar o trabalho de melhoramento genético e acompanhar o avanço dos outros criadores de animais. Hoje, o rebanho da Bahia é um dos melhores do Brasil justamente graças a estes eventos. A gente fomenta esta ação exatamente para manter isso”, diz Lins.

Não por acaso, Salvador é a única capital do país que conta com três grandes exposições agropecuárias por ano: a Exporural, a Expobahia e a Fenagro.

Greve dos caminhoneiros

Este ano, seja por conta da redução orçamentária dos municípios, seja por causa da greve dos caminhoneiros, que alterou o calendário de eventos agropecuários em muitos estados, algumas exposições chegaram a ter as datas alteradas, ou mesmo reduzidas. Mas a maioria foi mantida, exatamente por fazer parte do calendário obrigatório de quem trabalha ou circula pelo dinâmico ramo do agronegócio.

O investimento inicial para montagem de estande varia a depender do porte da feira, da localização, do tamanho do espaço, e do período de exposição. Em quatro feiras de pequeno porte, consultadas pelo CORREIO, apenas a reserva do espaço, sem estrutura montada, varia de R$ 2 mil a R$ 15 mil.

Gerente comercial de uma empresa de insumos, defensivos e equipamentos agrícolas em Feira de Santana, Diego Dourado, diz que o investimento vale a pena. Nos últimos doze meses, a empresa participou de 3 feiras tradicionais. “Nós conseguimos aumentar em 15% a nossa carteira de clientes. Como a nossa intenção é mais comercial, as exposições mais atrativas são as segmentadas, voltadas para um público específico. São feiras que aproximam o cliente, facilitam a captação e a aproximação com os consumidores. Acabam surgindo muitos negócios inclusive depois do evento”.

Nicho 

Depois de trabalhar várias décadas prestando assistência especializada em grandes empresas, o engenheiro agrônomo Paulo Sérgio Silva Ramos decidiu mudar os rumos da carreira. Em 2010, se juntou a outros cinco profissionais liberais e criou uma empresa especializada na produção de eventos agropecuários.

“Nós já trabalhávamos informalmente. Mas sempre que íamos fazer um evento contratávamos uma empresa de produção não especializada no setor. O problema é que nunca acertávamos o público. Então percebemos que existia uma lacuna que precisava ser preenchida”, aponta ele. 

A empresa reúne engenheiros agrônomos, médicos veterinários e técnicos agrícolas que desenvolvem eventos exclusivos para capacitação tecnológica em agricultura e pecuária. “A gente acredita que é necessário interligar os elos da cadeia com serviços específicos para o setor. Além de trazerem a tecnologia para o produtor rural, os eventos também ofertam capacitação. Na próxima edição vamos oferecer em três dias, 27 palestras e minicursos. Acreditamos que existe um intervalo vazio na administração das fazendas. Nós temos bons vaqueiros, mas precisamos treinar as pessoas para dominar as novas tecnologias de gerenciamento”, acrescenta Paulo Sérgio.

Atualmente o grupo organiza um dos eventos mais concorridos do setor, o BerimbauTec, uma feira de tecnologia agrícola. Na última edição, o evento reuniu mais de 1.300 pessoas em apenas dois dias, num povoado no município de Conceição do Jacuípe, há 97 quilômetros de Salvador.


Reforço da identidade

Em muitos lugares, as exposições promovem um reforço na identidade regional. Em Senhor do Bonfim, a 375 quilômetros da capital baiana, a tradicional feira agropecuária é realizada há 31 anos. O evento auxilia na divulgação da produção local, marcada pela criação de gado leiteiro, agricultura familiar, produção orgânica e criação de ovinos e caprinos.

Segundo o Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Senhor do Bonfim, Ivo Santiago, a exposição serve de oportunidade para mostrar o potencial de desenvolvimento do semiárido.

“Vem desde os grandes produtores até os agricultores familiares que fabricam, por exemplo, queijos artesanais. Tem ainda a venda de animais, de carros e equipamentos. Nas últimas duas feiras negociamos mais de R$ 2,5 milhões. Além disso, algumas vezes o visitante olha e não compra nos leilões, mas depois vai até a fazenda finalizar a negociação”.

Não raro, as exposições aquecem a economia de todo o município. Atraem visitantes, lotam hotéis, pousadas e restaurantes.

Não é diferente em Cícero Dantas, no nordeste do Estado, a 300 quilômetros de Salvador. Segundo o Vice-Presidente da Associação Agropecuarista do município, Fabrício Gonçalves Jucá, a última edição gerou quase R$ 2 milhões em negócios.

“A feira traz novidades tecnológicas e fortalece as iniciativas boas da região. Muitos expositores não são daqui. Tudo enche: pousadas, bares e restaurantes. A gente tenta diversificar também nos serviços, com atrações para crianças, como touro mecânico e pôneis”, afirma.


Agenda de feiras agorpecuárias na Bahia

Eis alguns eventos já confirmados para o segundo semestre 2018

19° EXPOCOITÉ

De 12 a 15 de julho de 2018 - Conceição de Coité - Bahia

8° EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE IBIASSUCÊ

De 19 a 22 de julho de 2018 – Ibiassucê – Bahia

31° EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE SENHOR DO BONFIM

De 24 a 29 de julho de 2018 - Senhor do Bonfim - Bahia

5° EXPOPORTAL – EXPOSIÇÃO DE CAVALO CAMPOLINA

De 24 a 29 de julho de 2018 - Feira de Santana - Bahia

8° EXPORURAL

De 11 a 19 de agosto de 2018 - Salvador - Bahia

BERIMBAUTEC

De 30 de agosto e 01 de Setembro – Granja Berimbau – Conceição do Jacuípe – Bahia

43° EXPOFEIRA De 02 a 09 de setembro de 2018 - Feira de Santana - Bahia

18° EXPONHÉM De 13 a 16 de setembro de 2018 - Itanhém - Bahia

9° ENCONTRO BAIANO DE LATICINISTAS De 21 a 23 de setembro de 2018 - Salvador - Bahia

36° EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA DE TEIXEIRA DE FREITAS De 26 a 30 de setembro de 2018 - Teixeira de freitas - Bahia

9° EXPO CÍCERO DANTAS De 17 a 21 de outubro de 2018 - Cícero Dantas - Bahia

31° FENAGRO De 24 de novembro à 02 de dezembro de 2018 - Salvador - Bahia