Férias de Bolsonaro durante a pandemia custaram R$ 2,4 mi aos cofres públicos

brasil
01.04.2021, 12:37:44
Atualizado: 01.04.2021, 12:58:35
(AFP)

Férias de Bolsonaro durante a pandemia custaram R$ 2,4 mi aos cofres públicos

Despesas incluem, por exemplo, gastos com locomoção terrestre, aquática e aérea do presidente, da família, de convidados e da equipe de profissionais que os acompanharam

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As férias do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Santa Catarina e no Guarujá (SP) custaram aos cofres públicos um total de R$ 2.452.586,11. As informações foram divulgadas em ofícios recebidos pelo deputado federal Elias Vaz (PSB/GO).

“É um tapa na cara do brasileiro. Em plena pandemia, quando o Brasil registrava quase 200 mil mortes, o presidente torrava o dinheiro do povo com passeios. Enquanto isso, falta comida no prato de milhares de cidadãos atingidos em cheio pela crise”, disse o parlamentar.

Os dados foram detalhados pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e chegaram ao deputado depois de quase três meses da apresentação dos requerimentos.

As despesas incluem locomoção terrestre, aquática e aérea do presidente, da família, de convidados e da equipe de profissionais que os acompanharam, além de passagens aéreas, diárias e despesas com cartão corporativo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas