Festejos juninos deixam movimento de saída de Salvador intenso

minha bahia
23.06.2022, 05:00:00
Rodoviária teve movimento grande de pessoas (Paulo Fróes/ CORREIO)

Festejos juninos deixam movimento de saída de Salvador intenso

Cerca de 170 mil pessoas devem passar pela rodoviária e 290 mil veículos pelas estradas

Congestionamento, longas filas e lotação marcaram a saída dos passageiros de Salvador para os municípios juninos nas três principais opções de deslocamento da capital baiana: terminal rodoviário, ferry-boat e BR-324, na quarta-feira (22). Mas, apesar do fluxo intenso, a alegria de poder curtir o São João após dois anos sem a celebração foi recompensa suficiente para os viajantes. 

“É muita felicidade né? Estamos super empolgados para curtir a festa de novo. Eu amo, meu marido também. Até os meninos se divertem junto com a gente. Estamos indo para encontrar o resto da família lá”, disse Elaine Cerqueira, de 27 anos, que estava na rodoviária a caminho de Muritiba com o marido, Vagner Cândido, 31, e com os dois filhos, Victor e Enzo Cerqueira, de 4 e 9 anos. 

No terminal de ônibus intermunicipais, o clima do festejo estava estampado até na camisa do uniforme de alguns funcionários, anunciando que “No São João, viajar é tradição”. No teto, foram colocados bandeirolas e chapéus de palha. Mas, o que surpreendia mesmo era o número de pessoas que aguardavam para seguir o caminho da roça e a quantidade de malas que carregavam.

Para passar oito dias em Terra Nova, Mônica Daniela, 26, e Carlos Júnior, 28, estavam levando quatro malas, travesseiros e instrumentos musicais. “Eu ainda queria levar secador e mais sapatos, pena que não deu”, disse Mônica. “Estamos felizes demais, ansiosos, porque estamos conseguindo viajar no São João deste ano. A gente tem a opção de ver Tiago Aquino, Calcinha Preta, mas eu estou na expectativa de [encontrar o cantor] Virgílio. Já imaginou se eu consigo tirar uma foto com ele lá?”, brincou.

A expectativa da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) é de que 170 mil pessoas passem pelo local entre os dias 18 e 24 de junho. Para isso, foram disponibilizados mil horários extras, além dos 540 horários regulares operados diariamente. 

Os destinos mais procurados na rodoviária são: Cachoeira, Castro Alves, Conceição do Almeida, Cruz das Almas, Muritiba, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, São Felipe e São Félix. Além de cidades como Senhor do Bonfim, Itaberaba, Bom Jesus da Lapa, Eunápolis, Alagoinhas, Ibicuí, Jequié, Riachão do Jacuípe, Irecê, Barra e São Desidério, municípios que também podem ser acessados pelo mar.

Outros caminhos
Aqueles que preferiram viajar pelo sistema ferry-boat tiveram a opção de enfrentar o movimento intenso ou não. Enquanto os motoristas precisavam aguardar entre duas e quatro horas para embarcar, os pedestres não esperavam nem 30 minutos. 

Tiago Freitas, 33, chegou no Terminal Marítimo de São Joaquim às 12h, porém só conseguiu se aproximar do portão de embarque às 16h, uma espera de quatro horas. Nem a longa espera foi capaz de desanimar ele e a turma que o acompanhava para Santo Antônio de Jesus. “Aqui só tem família, viemos em quatro carros e umas 10 pessoas. A animação está a mil. Esperar é chato, mas aqui está sendo por uma boa causa. São João vai ser só alegria”.

Já Ilka Lopes, 39, e sua filha Ingrid Barbosa, 19, mal haviam chegado no local e já estavam com os bilhetes de embarque nas mãos. A parte do terminal destinada para pedestres estava pouco movimentada e sem filas. As duas estavam seguindo para Salinas. “Não imaginei que hoje (ontem) estaria vazio assim. Só não foi 100% positivo porque o uber teve que parar lá em cima, porque não tinha como entrar aqui”, contou.

A movimentação intensa para os motoristas embarcarem no ferry-boat refletiu no trânsito da região dos Mares, Avenida Luiz Tarquínio e Dendezeiros, no sentido Comércio, de acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). 

Na BR-324, o congestionamento começava a partir da região da Brasilgás e se intensificava no pedágio, formando um longo engarrafamento. A estimativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) é de que 290 mil veículos passem pela rodovia no período das festas juninas. Trechos das BRs 101, 116, 242 e 407, também já apresentavam fluxo intenso, segundo a PRF.

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas