Filho de Chitãozinho é denunciado por expor filha de 7 anos de sutiã na internet

brasil
13.08.2020, 08:26:52
Atualizado: 13.08.2020, 08:34:18
(Foto: Reprodução)

Filho de Chitãozinho é denunciado por expor filha de 7 anos de sutiã na internet

Mãe da criança disse que menina aparecia em 'poses sexualizadas' em rede social

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O músico Allisson Lima, filho do sertanejo Chitãozinho, foi denunciado pela sua ex-esposa, a modelo Nicole Wolfensberger, por expor a filha dos dois com roupa íntima na internet. Um boletim de ocorrência (BO) foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) no Cambuci, na região central de São Paulo.

Segundo o G1, no BO a modelo disse que soube da existência de um perfil de sua filha de 7 anos na rede social TikTok, com imagens dela com sutiã e em poses sexualizadas. 

Ainda de acordo com o relato, a modelo disse ter questionado Allisson sobre esse conteúdo e que teria recebido a resposta de que "tinha conhecimento da referida conta, a qual, em tese, teria sido cadastrada e alimentada pela investigada Raisa, atual namorada de Allisson."

Na versão dada por Nicole à polícia, ela informou que solicitou ao pai da criança que deletasse a conta com o perfil da filha e que chegaram a desativá-la por algum tempo. Ela relatou aos policiais que chegaram a veicular "imagens da vítima, sendo um vídeo especificamente, a vítima aparece de sutiã, maquiada, em poses sexualizadas."

Ainda de acordo com o G1, Nicole afirmou à polícia que "nunca autorizou publicação das imagens da vítima. Assegura que nesta data descobriu que o referido perfil foi reativado e novamente solicitou ao investigado Allisson que deletasse tal perfil, no entanto, este embora tenha lido as mensagens, as ignorou."

Raissa, namorada de Allisson, limitou-se a dizer que quer proteger a criança.

"A gente não tem nada a declarar, a nossa única posição é de proteger uma criança, o que não está sendo feito pela outra parte, só que a gente não vai julgar o que ela tem feito, é um problema dela, então a gente não tem nada a declarar, enquanto a gente tiver de proteger essa criança nós não vamos declarar nada, é isso que importa", disse Raisa , que falou em nome dos dois.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas