Fotos mostram como ficou Fusca após acidente que matou Jesse e Shurastey

em alta
25.05.2022, 16:21:00
(Reprodução/NSC TV)

Fotos mostram como ficou Fusca após acidente que matou Jesse e Shurastey

Brasileiro e cachorro morreram em batida nos EUA

Fotos mostram a força do impacto no acidente que matou o influencer brasileiro Jesse Koz e o golden retriever Shurastey, nos Estados Unidos. As imagens, que circulam nas redes sociais e foram divulgadas também pela NSC TV, mostram que o Fusca em que os dois estavam ficou destruído. Jesse e o cachorro morreram na hora.

Depois da batida, o Fusca chegou a tombar. Pelas imagens, é possível ver que a batida aconteceu bem no banco do motorista, onde Jesse estava sentado.

A motorista do outro carro, Eileen Huss, de 62 anos, ficou ferida e foi hospitalizada. Ela levava uma criança de 2 anos, que não teve ferimentos. O acidente aconteceu quando Jesse invadiu a contramão para desviar de um carro que havia diminuído a velocidade repentinamente. Ele bateu de frente com o Ford Escape que vinha no sentido oposto. 

O acidente aconteceu em uma rodovia na cidade de Grants Pass, no Oregon. Viajando pelas Américas desde 2017, Jesse tinha o plano de chegar no Alasca. Eles estavam a apenas 41 horas de viagem do destino. 

A viagem era feita no fusca de 1978, apelidado de Dodongo. Jesse estava sempre acompanhado pelo cachorro, Shurastey, que ganhou  o nome em uma brincadeira com a música "Should I Stay our Should I Go", da banda The Clash.

Viagens 
No final de 2018, ele passou pela Bahia. Aqui, passou por locais como Porto Seguro, Itacaré e Arraial d´Ajuda até finalmente estacionar em Salvador, onde ficou no apartamento de um seguidor que também tem um golden.  “Estamos encantados com a cidade”, disse Jesse na ocasião ao colunista Alexandre Lyrio. Na capital, ele conheceu alguns pontos turísticos como o Farol da Barra, o Pelourinho e o Elevador Lacerda, sempre com o amigão do lado.

Recepção calorosa de um grupo de Goldens no Farol da Barra (Foto: Reprodução/Instagram)

O curitibano Jesse era vendedor em uma loja de roubas de shopping quando resolveu largar tudo e seguir o sonho de conhecer o mundo. Ele vendeu a moto, comprou o Fusca antigo e caiu na estrada ao lado de Shurastey. 

"Eu não tava mais feliz com o que eu tava fazendo. Até ganhava um salário bom, sempre fui bom vendedor. Mas, eu queria mais para minha vida”, explica. Uma semana antes de cair no mundo, Jesse avisou à família e fez um pré-roteiro básico. Pronto. Saiu de Balneário Camboriú no dia 6 de maio de 2017. 

Na época, ele contou que viajar com o cachorro era tranquilo.  “Paramos a cada duas, três horas. Ele desce, faz o que tem que fazer e segue viagem. A maior parte do tempo vai dormindo. Não fala, não reclama. Um cachorro é o melhor companheiro de viagem que se pode ter”. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas