Funcionária de mercado leva soco de cliente que se nega a usar máscara

brasil
16.09.2020, 13:29:00
(Reprodução)

Funcionária de mercado leva soco de cliente que se nega a usar máscara

Caso foi em Sorocaba; três foram detidos e liberados após confusão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um funcinário do mercado foi até um cliente que estava sem máscara para dizer que ele não poderia entrar sem a proteção facial. 

O rapaz e um grupo que estava com ele começaram a discutir. No meio da confusão, houve a agressão. Eles chegam a sair e voltar com mais pessoas. A cena foi capturada pelas câmeras de segurança do mercado.

A confusão segue até que os funcionários conseguem fechar o portão. Eles afastam o grupo usando um extintor e uma mangueira de incêndio.

O dono do mercado disse que os funcionários foram ameaçados. "Dois colaboradores estão afastados por conta das agressões e temos outros que não vieram trabalhar no domingo e na segunda pelo medo das ameaças sofridas. Tem funcionário que pediu para ser demitido", disse Luiz Claudio Zaia ao G1.

Dois homens de 36 e 41 anos e uma mulher de 31 chegaram a ser detidos, foram levados até o plantão policial e liberados após serem ouvidos.

Desde 6 de maio, o uso de máscaras no comércio e no transporte público é obrigatório em Sorocaba. As empresas que não cumprirem esse decreto podem ter que pagar multa ou até ter a licença de funcionaento suspensa.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas