Geógrafo baiano Milton Santos é homenageado pelo Google

tecnologia
01.10.2018, 13:16:00
(Foto: Reprodução)

Geógrafo baiano Milton Santos é homenageado pelo Google

Pesquisador foi primeiro brasileiro a vencer o equivalente ao Nobel da Geografia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O geógrafo baiano Milton Santos é o homenageado pelo doodle do Google nesta segunda-feira (1), data que marca o dia em que ele venceu o Prêmio Vautrin Lud de Geografia, na França, considerado o Nobel da área. Milton ganhou o prêmio em 1994, sendo o primeiro brasileiro a conquistar a honraria. 

A ilustração na página inicial do Google substitui as letras do logo clássico do buscador pelo rosto de Milton Santos, o mapa do Brasil, um arranha-céu e o globo mundial. Assim, o Doodle celebra, não só a biografia do pesquisador, mas também elementos importantes do estudo do geógrafo, como o contraste entre periferia e centro, a globalização e o território brasileiro.

Nascido em 3 de maio de 1926 em Brotas de Macaúbas, Milton era filho de dois professores e se tornou conhecido por conta de suas pesquisas sobre urbanização e realidades geográficas. Ele morreu aos 75 anos, em 2001.

Formado em Direito pela Ufba, Milton sempre teve interesse em Geografia, disciplina que lecionou no Instituto Baiano de Ensino ainda jovem. Ele também foi jornalista por dez anos, ao mesmo tempo em que ensinava geografia na Universidade Católica. Em 1964, por conta do golpe militar, deixou o Brasil e viajou por vários países dando palestras. Lecionou a pedido de universidades na Tanzânia, Canadá, Venezuela e Estados Unidos, onde também foi pesquisados do MIT. 

Além do Prêmio Vautrin, Milton ganhou em 1997 o Prêmio Jabutii do Brasil por melhor livro de ciências humanas, com sua obra "A Natureza do Espaço". Seu último livro foi publicado em 2000 com o nome "Por uma outra globalização – Do pensamento único à consciência universal”.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas