Giba ou Rodallega? Colombiano acirra disputa no ataque do Bahia

e.c. bahia
21.09.2021, 05:00:00
Rodallega caiu nas graças da torcida e colocou Gilberto no banco na última rodada do Brasileirão (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Giba ou Rodallega? Colombiano acirra disputa no ataque do Bahia

Com cinco gols em sete jogos, Hugo entrou na briga pela artilharia do Brasileirão

Depois do início tímido, entrando apenas no segundo tempo das partidas, o atacante Rodallega enfim se firmou na equipe do Bahia. Melhor preparado fisicamente, o colombiano tem deixado os tricolores bem satisfeitos e parece ter ganhado a disputa com Gilberto pela vaga de titular. 

Se diante do Fortaleza a atuação de gala - com direito a quatro gols na vitória do Esquadrão por 4x2 -, foi o suficiente para fazer o jogador cair nas graças da torcida, a cereja do bolo veio no empate por 1x1 contra o Red Bull Bragantino, no último sábado, pelo Brasileirão. 

Apesar de não ter conseguido dar o triunfo ao tricolor, Rodallega anotou uma pintura em um belo voleio que abriu o placar na Fonte Nova. O gol, aliás, foi o primeiro do time baiano no estádio após sete meses atuando longe de casa.

O início avassalador fez Rodallega entrar na briga pela artilharia do Brasileirão. Atualmente, o centroavante tem cinco gols em sete partidas e ocupa o posto de quinto maior goleador da Série A. Edenilson, do Internacional, com nove tentos, é o artilheiro isolado. 

Por falar em disputa pela artilharia, a boa fase de Rodallega abre o questionamento sobre quem deve ser o centroavante do Bahia. Desde 2018 o posto vem sendo ocupado com maestria por Gilberto. O camisa 9 ostenta números expressivos. Foram 76 gols pelo clube, 19 na atual temporada. 

Contudo, na última rodada, o técnico argentino Diego Dabove preferiu manter Rodallega entre os titulares e deixou Giba como opção no banco. Apesar de já ter deixado claro que pode montar o time com os dois atacantes, como foi no empate por 0x0 com o Santos, Dabove ficou em cima do muro quando questionado sobre quem é o dono da posição. 

“Vamos vendo partida a partida quem é o melhor para a equipe. Todos estão trabalhando bem. É uma competição interna. Temos variações para ir armando o time. Tanto Hugo Rodallega quanto Gilberto estão treinando bem”, disse o treinador. 

Disputa sadia 
Titular nos últimos três jogos, Rodallega conseguiu aproveitar a brecha deixada por Gilberto, que não atravessa bom momento. Apesar de ser vice-artilheiro do Brasileirão, com oito gols, o centroavante balançou as redes adversárias só uma vez nos últimos 13 jogos.

Apesar da “ameaça”, Gilberto considera positiva a chegada de Rodallega. Há algum tempo Giba considera importante ter alguém com quem dividir os trabalhos e a missão de marcar os gols. 

“Nosso grupo tem excelentes jogadores e a chegada do Hugo traz um poder ainda maior. Fico feliz por ter pessoas assim, a gente precisa decidir os jogos, estar sempre marcando, e ter jogadores com esse nível ajuda o grupo a crescer”, afirmou Gilberto.

Além disso, é importante para o Bahia ter um novo goleador, pois o tricolor ainda não sabe se Gilberto permanecerá no elenco na próxima temporada. O atacante tem contrato somente até o final do ano e já deu sinais de que deve seguir um caminho diferente em 2022. 

O próximo compromisso do Bahia será no domingo, quando visita o Internacional, às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Até lá, o treinador Diego Dabove vai ter uma semana para decidir se mantém Gilberto no banco ou volta ao esquema com dois centroavantes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas