Gilberto Gil e Carlinhos Brown agitam a Semana do Clima

salvador
22.08.2019, 22:06:00
Atualizado: 28.08.2019, 14:07:17
Gilberto Gil agita o público no Wet'n Wild (Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

Gilberto Gil e Carlinhos Brown agitam a Semana do Clima

Artistas defenderam o meio ambiente e a luta pela preservação da natureza

A multidão foi chegando aos poucos, vindo de todos os cantos do Salvador Hall, onde acontece a Semana Internacional do Clima. A praça de alimentação, que minutos antes estava lotada, ficou vazia, nesta quinta-feira (22), quando Gilberto Gil deu as primeiras notas. Uma nuvem até apareceu para espiar o show e resolveu fazer graça bem na hora em que o mestre iria entrar no palco. Primeiro, uma chuva fininha. Uma trégua de menos de cinco minutos e, em seguida, um aguaceiro.

Gil não se intimidou e deu os acordes de 'Tempo rei'. Quando ele cantou os versos "Fustigado pela chuva e pelo eterno vento" foi a deixa para a nuvem sair de vez de cena. A partir daí, o clima foi de festa.

Enquanto o artista cantava “A novidade veio dar à praia/ na qualidade rara de sereia/ metade o busto de uma deusa Maia/ metade um grande rabo de baleia” um coro acompanhava com palmas as marcações da canção.

O local foi enchendo, o público foi chegando, e na segunda música já não tinha tanto espaço assim. Gil fez o público sambar miudinho ao som de ‘Aquele abraço’ e inspirou até novas amizades. A estudante de engenharia ambiental Natália Feitosa, 25 anos, é natural do Rio de Janeiro, e improvisou uma coreografia com a estudante de sociologia Fernanda Alves, 26, de São Paulo. Elas juraram que nunca tinham se visto antes, apesar de estarem dançando em uma coreografia quase que ensaiada.

“Vim para um evento como esse, que discute assuntos tão importantes para a sociedade, e ainda poder assistir a um show de Gilberto Gil e Carlinhos Brown não tem preço. Nem dá para acreditar”, contou Natália, que disse também que não sabia que os shows estavam na programação da Semana do Clima até a manhã desta quinta-feira.

Ao ouvir gritos da plateia que o chamava de ministro, Gil foi rápido na resposta “ministro de xangô”, provocando mais gritos e aplausos. Ele aproveitou para fazer uma defesa do meio ambiente.

“Agora que entramos em uma fase em que a oscilação da natureza vem sendo estimulada pelas ações e intervenções do homem, como a o crescimento industrial, temos a necessidade de tomar conta do clima. Parabéns a todos que vieram, a Organização das Nações Unidas e a prefeitura do Salvador por acolher esse encontro. Viva a chuva”, disse.

Em seguida, a canção A Paz foi motivo de coro e os celulares acenderam no público para registrar um dos momentos mais marcantes do show. Os versos de "Drão! O amor da gente é como um grão/ uma semente de ilusão/ tem que morrer pra germinar/ plantar nalgum lugar/ ressuscitar no chão" arrancou aplausos e fez algumas faixas em defesa da Amazônia e do planeta surgiram na multidão.

Ante de encerrar a festa, Gil falou de racismo e da luta dos blocos afros para resistir a toda a forma de discriminação, e cantou sucessos do Ilê Aiyê e do Olodum. O refrão de "Por isso eu vou na casa dela, ai/ falar do meu amor pra ela, vai", do sucesso ‘Esperando na Janela’, revelou muitos casais na multidão. Eles aproveitaram para dançar agarradinho.

(Fotos de Arisson Marinho/CORREIO)

Gil encerrou o show às 20h05, aos gritos da plateia de "mais um, mais um", voltou e cantou a saideira: "Toda menina baiana tem um santo que Deus dá", levando a plateia ao êxtase e saindo ovacionado do palco.

Brown começou o show alguns minutos depois, e ao som dos atabaques fez uma entrada triunfal. Ele perguntou em canção "O que estamos fazendo para consertar o mar", em versos da música ‘Romântico Ambiente’. Em seguida, o cacique falou da importância de preservar o meio ambiente. Ele pôs o cocar e cantou o sucesso ‘Você, o amor e eu’ arrancando coro e coreografia do público.

A temperatura esquentou quando o cantor pediu que o público acompanhasse a canção com os braços para cima. O mar de mãos agitando de um lado para o outro não escapou dos flashes das selfs e dos vídeos. O músico abusou dos instrumentos, como costuma fazer nos shows, e fez ainda mais sucesso com o público no instrumental. A festa terminou em clima de alegria e com temperaturas acimas do normal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pai-e-preso-por-afogar-filho-de-2-anos-em-bacia-para-fazer-ex-sofrer/
Ele contou a amigo que foi traído pela mãe da criança e queria se vingar
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/black-alien-fala-sobre-novo-disco-estou-sendo-eu-mesmo/
Lançado em abril, Abaixo de Zero: Hello Hell é apresentado no Pelourinho neste sábado (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-procura-casal-que-roubou-r-400-mil-de-idosas-na-barra-veja-video/
Irmãs, vítimas têm 89 e 93 anos; homem e mulher entraram disfarçados em prédio
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baiana-de-21-anos-e-a-primeira-brasileira-a-vencer-premio-da-onu-sobre-meio-ambiente/
Anna Luísa criou o Aqualuz, dispositivo que torna água potável através de raios solares
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/indicado-pelo-brasil-a-corrida-do-oscar-a-vida-invisivel-ganha-trailer-confira/
Dirigido pelo cineasta Karin Aïnouz, o filme estreia nacionalmente em 31 de outubro  
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ele-ameacava-minha-esposa-todos-os-dias-diz-marido-de-baleira-morta-pelo-irmao/
Baleira foi morta a tesouradas pelo irmão na última terça-feira (17)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-investiga-se-morte-de-empresaria-no-ce-foi-suicidio-ou-assassinato/
Ela discutia com o namorado no momento do disparo, que a atingiu no peito
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rambo-ate-o-fim-e-o-adeus-do-personagem-de-stallone/
Quinto filme marca a despedida do soldado que chegou às telas em 1982
Ler Mais