Goleiro do Vitória, Caíque está em pré-lista para Olimpíada

e.c. vitória
04.02.2020, 16:45:38
Atualizado: 04.02.2020, 18:37:10
Caíque está emprestado ao CSA, onde atualmente é reserva (Augusto Oliveira / CSA)

Goleiro do Vitória, Caíque está em pré-lista para Olimpíada

Aos 22 anos, ele está emprestado ao CSA

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Emprestado pelo Vitória ao CSA até o final do ano, o goleiro Caíque está no radar da CBF para disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, a partir de julho. O atleta de 22 anos está na chamada lista larga elaborada pela confederação com jogadores que podem ser convocados para o torneio.

Caíque está em uma relação que tem mais cinco goleiros. Os três favoritos à convocação são Cleiton (Red Bull Bragantino), Ivan (Ponte Preta), ambos de 22 anos, e Phelipe (Grêmio), de 20. O trio está a serviço da seleção brasileira no Torneio Pré-olímpico, que está sendo disputado na Colômbia.

De qualquer forma, o CSA foi notificado pela CBF e, caso decida por isso, o técnico André Jardine pode convocar Caíque. O Brasil ainda não tem vaga garantida no torneio: a seleção pré-olímpica disputa o quadrangular final, no qual estreou com empate contra a Colômbia. Duas equipes se classificam.

O goleiro revelado na Toca do Leão já foi convocado pela seleção brasileira de base para a disputa de um torneio oficial. Foi em 2017, quando jogou o Sul-Americano sub-20 sob comando de Rogério Micale.

Caíque foi emprestado no início desta temporada ao CSA. No clube alagoano ele foi titular em duas das quatro partidas do ano. Atualmente, é reserva.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas