Governo do Estado libera 40 mil doses para Salvador não parar vacinação

coronavírus
06.04.2021, 17:06:00
Atualizado: 06.04.2021, 19:18:09
(Divulgação/GovBA)

Governo do Estado libera 40 mil doses para Salvador não parar vacinação

Lote estava armazenado para segunda dose e será descontado na próxima remessa do Ministério da Saúde

Após a Prefeitura de Salvador ter que interromper nesta terça-feira (6) a aplicação da primeira dose de vacina por falta de imunizantes, o Governo do Estado anunciou que 40 mil doses serão enviadas para a cidade. Esse quantitativo seria utilizado para a segunda aplicação da vacina, mas será compensado quando houver o envio de uma próxima remessa de imunizantes por parte do Ministério da Saúde, o que ainda não tem data confirmada de quando acontecerá.  

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Ministério da Saúde garantiu ao CORREIO que um lote de vacinas será enviado para a Bahia ainda essa semana, mas que não é possível informar ainda em que dia isso vai acontecer. “Iremos divulgar a distribuição das vacinas regionalizadas assim que sair a tabela do Plano Nacional de Imunização (PNI), o que deve acontecer a partir de amanhã. Mas essa semana vai ter um lote, com certeza”, disseram.  

Com isso, a Prefeitura de Salvador confirmou que a primeira dose da vacina voltará a ser aplicada, nessa quarta-feira (7), em idosos de 62 anos ou mais nascidos entre 07 de abril 1958 e janeiro de 1959. Terão acesso também ao imunizante os agentes de segurança pública, trabalhadores da saúde e autônomos, pacientes em hemodiálise, além do Vacina Express.  

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse que forma repassados, na verdade, 44 mil unidades do imunizante para aplicação da segunda dose sendo que, desse total, 10 mil serão utilizados como primeira dose. O secretário municipal, Leo Prates, afirma que as segundas doses estão garantidas para toda a população que já foi imunizada e não há motivos preocupação. 

A manhã dessa terça-feira foi marcada por filas em pontos de vacinação e pessoas que não conseguiram se vacinar por causa da falta de imunizantes. Na Universidade Jorge Amado (Unijorge), novas doses chegaram durante a manhã para tentar dar conta da quantidade de idosos que lotavam a fila de carros e de pedestres. Já no posto de saúde de Plataforma, novas doses não chegaram e pessoas que esperavam na fila tiveram que ir embora sem vacina.  

Segundo o vacinômetro, site da Prefeitura de Salvador que divulga os dados de imunização na cidade, mesmo com a interrupção na imunização, 5,9 mil pessoas conseguiram tomar a primeira dose. Outras 1,4 mil pessoas tomaram a segunda dose hoje. No total, são 414 mil pessoas que tomaram a primeira dose de vacina em Salvador e outros 90 mil que tomaram a segunda dose.    

* Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas