Guto Ferreira cita preciosismo do ataque do Bahia em derrota para o Ituano

e.c. bahia
30.04.2022, 05:00:00
Guto lamentou chances perdidas pelo tricolor em derrota para o Ituano (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Guto Ferreira cita preciosismo do ataque do Bahia em derrota para o Ituano

Treinador lamentou derrota, mas valorizou trabalho do time paulista

Quem acompanhou a partida entre Bahia e Ituano, na noite desta sexta-feira (29), viu se repetir um velho problema do tricolor. O Esquadrão até criou boas chances no estádio Novelli Jùnior, em Itu-SP, mas não conseguiu converter os lances gols e foi derrotado por 1x0. 

Após o duelo que tirou a invencibilidade do tricolor no Brasileirão, o técnico Guto Ferreira analisou o comportamento da equipe. Segundo ele, faltou competência ofensiva ao Esquadrão para evitar o primeiro revés no torneio. 

“No escanteio houve erro de posicionamento e a felicidade do menino que soube ocupar o espaço em termo de marcação. E a bola ainda bateu na trave. Com um tempo normal, talvez ela não tivesse batido na trave, ou não teria batido e entrado. Mas o se não soma três pontos. O que soma é quem fez, eles fizeram e nós não tivemos condições de fazer”, iniciou Guto, destacando o forte vento em Itu. 

“No segundo tempo tivemos mais posse de bola, fomos agressivos, mas paramos numa marcação com oito, às vezes, nove jogadores atrás da linha de defesa. Em algumas situações, seis, sete jogadores na linha de entrada de área. Conseguimos empurrar o Ituano, mas não conseguimos marcar”, completou.

Questionado sobre as chances claras perdidas, Guto disse que faltou capricho aos jogadores de frente. Desde que Rodallega saiu do time por conta de lesão, o atacante Matheus Davó vem sendo escalado como centroavante, mas ainda não conseguiu balançar as redes. 

“Acho que a gente teve muita preciosidade. Houve momentos em que precisávamos ter batido, mas tentamos um corte a mais e perdemos uma chance clara de gol. O medo de tomar a trava, fez com que a bola fosse roubada com mais facilidade. Se ele consegue vencer a trava, de repente poderia desviar no pé de alguém e entrar, criar uma situação mais clara. O Ituano teve uma recomposição rápida, quem vinha atrás estava com três ou quatro caras fechando a bola, o que fica difícil”, explicou.

O próximo compromisso do Bahia na Série B será na terça-feira (3), quando recebe o Londrina, às 19h, na Fonte Nova. Com 10 pontos, o Esquadrão é o líder do Brasileirão. O time, no entanto, pode ser ultrapassado por Chapecoense, Sport, Cruzeiro e Grêmio, que ainda jogam na rodada. 

“Cada jogo é um jogo. O modelo de jogo do Ituano... A única partida que o Ituano perdeu em casa esse ano foi para o Corinthians. Eles são muito fortes aqui. Não foi à toa que ganharam a Série C. Dentro de casa vem colhendo pontos. Temos que respeitar. Muitas vezes a gente olha a tradição das equipes por tamanho de torcida e não olha o trabalho que está sendo feito. Não valoriza o trabalho que cada equipe faz. Mas lógico, é o Bahia, o Bahia tem que buscar fazer o melhor. Não conseguiu vencer, tem que vencer o próximo, mas respeitando o Londrina”, finalizou.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas