'Há desproporção na distribuição de vacinas para municípios baianos', declara Rui

coronavírus
13.07.2021, 11:30:00
Atualizado: 13.07.2021, 11:33:22
(Valter Pontes/Secom)

'Há desproporção na distribuição de vacinas para municípios baianos', declara Rui

Governador afirma que o problema tem prejudicado a vacinação em Salvador e no interior

O governador Rui Costa reclamou, em coletiva de imprensa nesta terça-feira (13), da desproporção na distribuição de doses dos imunizantes contra a covid-19 em território nacional e afirmou que o secretário de saúde da Bahia vai pautar a situação com o Ministério da Saúde (MS). De acordo com Rui, municípios e o estado da Bahia como um todo tem sido prejudicado no processo de encaminhamento de vacinas.

"O problema é que as vacinas não estão sendo distribuídas proporcionalmente e isso causa uma distorção grande. Tem municípios que receberam proporcionalmente muito mais vacinas do que as cidades baianas. E o estado da Bahia recebeu menos vacina proporcional a outros estados. Já passou da hora do ministério corrigir essa distorção", afirmou Rui.

O governador disse ainda que essa situação tem deixado mais lento o processo de imunização por aqui e que os prefeitos não têm culpa nisso. 

"Eu vi uma matéria hoje que colocava Salvador com menor taxa de vacinação e isso também acontece em outras cidades da Bahia. No entanto, não é porque os municípios estão lentos, ao contrário, estamos com uma rapidez grande na aplicação de vacinas", explicou.

Nessa segunda-feira (12), o secretário municipal de Saúde de Salvador Leo Prates usou as redes sociais para pedir uma revisão dos critérios de distribuição das doses de vacina. Prates divulgou dados que apontam que Salvador é uma das capitais que menos receberam doses proporcionalmente.
 
Nos divulgados pelo secretário, apenas Brasília, Macapá e Recife receberam menos doses proporcionalmente do que Salvador. "Em primeiro lugar, minha fala não será contra ninguém, mas sim a favor de Salvador e da sua gente! Como pode a 3 capital em população ser a 5ª que menos recebeu doses proporcionalmente? É preciso rever este critério de distribuição", disse

Encosta na Cidade Nova
O governador deu estas declarações durante  a entrega de uma obra de contenção de encosta no bairro da Cidade Nova, em Salvador. Uma intervenção que beneficia cerca de dois mil moradores que das redondezas da Rua Quinta dos Lázaros. Sobre a obra, Rui afirmou que a conclusão entrega mais tranquilidade para quem vive preocupado com risco de deslizamento, ainda mais em épocas chuvosas como a atual.

"Esse é o maior programa de entrega de encostas na história da Bahia e vamos seguir com isso para tirar da pauta de vocês da imprensa desastres de desabamento e vamos continuar assim para garantir que mais pessoas se sintam protegidas", declarou Rui.

Para construir a contenção, o governo investiu R$ 1,1 milhão, em um painel com solo grampeado e cortina atirantada com revestimento em concreto projetado em 1.677,46 metros quadrados. Além disso, houve a implantação de dispositivos de drenagem.

A obra é uma iniciativa que integra o Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais, em execução pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), vinculada à secretaria estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur). 

*sob supervisão da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas