Horto: 'Arrancado de nós por uma pessoa que acolhemos', diz mãe de empresário morto

bahia
13.01.2021, 14:41:00
Atualizado: 13.01.2021, 14:51:15
(Reprodução)

Horto: 'Arrancado de nós por uma pessoa que acolhemos', diz mãe de empresário morto

Elton Campelo foi morto pela namorada, que tirou a própria vida depois

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A decoradora Elza Campelo usou as redes sociais, nesta quarta-feira (13), para falar sobre a morte do filho, o empresário Elton Campelo, que foi assassinado enquanto dormia, no Horto Florestal, em Salvador.
 
Na publicação, Elza destacou: “Vai fazer muita falta meu filho amado, meu amigo e companheiro. Um menino alegre, de bem com a vida, amente da natureza. Amigos dos amigos. Amava e era amado por todos. Foi arrancado de nós brutal e covardemente por uma pessoa que acolhemos como se da família fosse, pelas costas, enquanto dormia. Sem chance de se defender. Estamos dilacerados, destroçados. Uma dor que nunca imaginei sentir. Rogo a Deus e a virgem mãe santíssima que te acolha em seus braços e que ela dê o colo que não posso te dar. Te amo, meu filho. Te amo infinito. Sempre sua Dona Elza”.
 
Uma das irmãs de Elton, a dermatologista Priscila Campelo, que mora no Rio de Janeiro, também usou as redes sociais para se pronunciar sobre o ocorrido. “Meu coração está despedaçado! De maneira cruel, covarde, egoísta, dormindo e sem chance de se defender, tiraram de nós! Ton, me perdoa por não ter conseguido perceber nenhum sinal do que estava por vir! Mas eu acredito em justiça divina”, disse na publicação.
 
Elton foi encontrado morto, no último domingo (10) , no apartamento do pai, Gladston Campelo, no Terrazo Imperiale. A suspeita da polícia é que Isabela Valença tenha matado o namorado e se suicidado em seguida. O caso é apurado pela delegada Marta Karine, da 1ª Delegacia de Homicídios. Sobre o andamento da apuração, a Polícia Civil informou que “os detalhes da investigação estão sob sigilo, com o objetivo de evitar interferências no curso da mesma”.

Leia mais notícias no Alô Alô

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas