Ida de Cristiano Ronaldo ao City dependeria de Harry Kane; entenda

esportes
25.08.2021, 11:00:00
Cristiano Ronaldo ainda tem futuro indefinido (Marco Bertoncello/AFP)

Ida de Cristiano Ronaldo ao City dependeria de Harry Kane; entenda

De acordo com o L'Équipe, clube só contrataria astro português se não conseguir fechar com atacante do Tottenham

Faltando uma semana para o fechamento da janela de transferências da Europa, o futuro de Cristiano Ronaldo ainda não está exatamente definido. E, segundo o jornal francês L'Équipe e o jornalista Fabrizio Romano, é bem possível que o astro português deixe a Juventus, com destino ao Manchester City.

Tudo dependeria do Tottenham e de Harry Kane, de acordo com o veículo e o repórter. O atacante da seleção inglesa é um desejo do técnico Pep Guardiola, e ele vem sendo alvo do City desde a abertura da janela. Porém, o presidente dos Spurs, Daniel Levy, não demonstra muito interesse em negociar o jogador.

Assim, a contratação Cristiano Ronaldo é vista como o plano B. Se o clube de Manchester não conseguir um acordo com o Tottenham por Kane, tentaria viabilizar a chegada de CR7. O astro de 36 anos, aliás, tem um dos salários mais altos do mundo do futebol, e o City é um dos clubes que poderia bancá-lo.

Segundo o L'Équipe, o português está confiante no acordo. O estafe do jogador, liderado pelo empresário Jorge Mendes, já estaria trabalhando para tentar construir um acordo junto à diretoria do City. E o próprio CR7 também teria intensificado contato com atletas da equipe inglesa, principalmente com os conterrâneos Bernardo Silva, João Cancelo e Rúben Dias.

Cristiano Ronaldo passou seis anos na Inglaterra, mas jogando em outro clube de Manchester, o United. Chegou por lá em 2003 e permaneceu até 2009, conquistando uma Liga dos Campeões e ganhando o primeiro prêmio de melhor do mundo na carreira.

Enquanto isso, o jogador segue treinando com a Juventus. No último domingo (22), o atacante começou a partida contra a Udinese, pela estreia no Campeonato Italiano, no banco de reservas - segundo o clube, por uma escolha técnica. Ele foi a campo na etapa final e chegou a marcar um gol, mas o lance foi anulado pelo VAR. O duelo terminou empatado em 2x2.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas