Imóveis atingidos por deslizamento de terra são demolidos em Valéria

salvador
27.03.2020, 13:00:00
Atualizado: 27.03.2020, 17:31:34
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Imóveis atingidos por deslizamento de terra são demolidos em Valéria

Uma terceira casa, que teve a estrutura comprometida pelo deslizamento, também foi derrubada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os dois imóveis que foram atingidos por um deslizamento de terra nesta quinta-feira (26) começaram a ser demolidos na manhã desta sexta-feira (27), no bairro de Valéria, em Salvador. Uma terceira casa, que teve a estrutura comprometida por conta do acidente, também foi destruída. Logo após o barro ceder, o Corpo de Bombeiros resgatou duas vítimas que estavam sob os escombros - ambas estavam sem ferimentos.  

Cerca de dez operários da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) chegaram à Rua da Paz, na região da Estrada do Derba, e iniciaram as demolições por volta das 9h30 desta sexta. Além destes dois imóveis, outras 11 casas foram evacuadas.

"As máquinas não conseguiram chegar ao local, que é de difícil acesso. Por isso, todo o trabalho está sendo feito manualmente. A previsão para acabar com tudo é por volta das 16h", declarou o engenheiro Everaldo Freitas, coordenador de fiscalização da Sedur.

(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Freitas informou que a terra que deslizou e atingiu as casas é de uma área que abriga duas empresas: uma de manutenção de máquinas de grande porte e outra de logística. "As duas já foram notificadas e terão que fazer a contenção por conta própria, já que o terreno é uma área particular. A contenção teria que ser realizada em 48 horas, mas não será possível", pontuou

Ele falou da complexidade do trabalho. "O local é muito alto e necessita da elaboração de um projeto. Por isso não é tão fácil assim. As empresas terão um prazo para apresentar esse projeto. Enquanto isso, vamos usar lonas para não sobrecarregar o talute com as fortes chuvas", declarou Freitas.

De acordo com a Codesal, os moradores atingidos pelo deslizamento foram encaminhados à Secretaria Municipal de Reparação e Combate à Pobreza (Sempre), para serem acolhidos pelos programas sociais da prefeitura. Além das duas pessoas resgatadas pelo Corpo de Bombeiros, foram resgatados ainda sete moradores, sem ferimentos, que ficaram ilhados na rua. A área foi isolada e um poste danificado recebeu reparos da Coelba.

Solicitações de emergência

Da meia-noite até as 17h desta sexta-feira, a Defesa Civil de Salvador (Codesal) havia recebido 107 solicitações de emergência, sendo um desabamento de imóvel, dois desabamentos parciais, 34 ameaças de desabamento, 21 deslizamentos de terra, 19 ameaças de deslizamento, 13 avaliações de imóveis alagados, oito ármores ameaçando cair, três desabamentos de muro, duas ameaças de desabamento de muro, uma infiltração e duas orientações técnicas. A população soteropolitana que precisa de ajuda da Defesa Civil pode ligar gratuitamente para o órgão através do 199.

Previsão de mais chuvas

Conforme informações da Defesa Civil de Salvador, as chuvas que caíram na capital nas últimas 72 horas foram ocasionadas por instabilidades associadas à passagem de uma frente fria e aos ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico, provocando chuvas moderadas e acumulados de chuva acima de 90mm.

Os bairros soteropolitanos que registraram maior acúmulo de água foram Castelo Branco (143,2mm), Periperi (96 mm), Valéria (95,2 mm) e Jardim Cajazeiras (94,8mm). Em geral, a média de chuvas para o mês de março é de 156,8 mm.

A previsão para este sábado (28/03) e domingo (29/03) é de céu nublado com possibilidade de chuvas fracas a moderadas a qualquer hora do dia e há risco para alagamento e deslizamento de terra, alerta o órgão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas